PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Vacinômetro: Ceará tem 15,66% da população vacinada contra a Covid-19

A campanha de imunização vem ocorrendo para o público geral, de 18 a 59 anos, e demais grupos prioritários no Estado

Mirla Nobre
17:16 | 19/07/2021
Público geral, de 18 a 59 anos, e demais grupos prioritários no Estado seguem sendo vacinados. Na foto, vacinação ocorre na modalidade Drive Thru, em um dos pontos de aplicação da vacina em Fortaleza  (Foto: Fernanda Barros)
Público geral, de 18 a 59 anos, e demais grupos prioritários no Estado seguem sendo vacinados. Na foto, vacinação ocorre na modalidade Drive Thru, em um dos pontos de aplicação da vacina em Fortaleza (Foto: Fernanda Barros)

O Ceará tem um total de 1.439.136 pessoas que completaram a imunização contra a Covid-19 (duas doses de AstraZeneca, CoronaVac, Pfizer ou dose única da Janssen). A quantidade equivale a 15,66% da população, de um total de 9,1 milhões de pessoas que residem no Estado. Em relação à primeira dose (D1), 3,6 milhões de pessoas receberam a vacina, contabilizando 39,57% da população do Estado. Ceará aplicou um total de 5 milhões de doses da vacina contra a doença em seis meses da campanha de vacinação contra a doença.

As informações são da plataforma Vacinômetro, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), consolidadas às 17 horas desse domingo, 18. Já as estimativas da quantidade populacional são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A plataforma ainda mostra que, após a última atualização da plataforma, na última quinta-feira, 15, mais 23 mil pessoas receberam a D1, 39 mil a D2 e 1,6 mil a dose única.

LEIA MAIS | Xepa de vacina contra Covid-19 existe em Fortaleza? Saiba como o processo funciona

+ Vacinação em Fortaleza: confira lista de agendados para terça, 20/7 (20 de julho)

No levantamento dos imunizantes que chegaram ao Ceará, por meio do Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, 5,4 milhões de vacinas foram entregues ao Estado e foram distribuídas aos 184 municípios. A população vem sendo contemplada com doses das vacinas CoronaVac/Instituto Butantan, AstraZeneca/Oxford, Pfizer/BioNTech e Janssen/Johnson&Johnson — esta última utiliza apenas uma dose de aplicação para imunização contra o vírus. 

Em publicação nas redes sociais, nesse domingo, 18, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), informou que o Estado deve receber, nesta semana, mais de 390 mil doses das vacinas contra a Covid-19. Serão 253.200 doses da AstraZeneca, sendo 205.500 produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e 50.700 doses doadas por meio do consórcio Covax/Facility; 84.600 doses da Coronavac e 52.650 doses da Pfizer. O chefe do Executivo Estadual não informou data ou horário da chegada dos imunizantes ao Ceará. 

Os noves lotes garantem o avanço da vacinação nos municípios cearenses, garantindo o retorno do processo de imunização nas localidades que, assim como Fortaleza, tinham paralisado a aplicação da primeira dose da vacina contra Covid-19, por falta de estoque.

Confira os números da vacinação no Ceará

Total de doses aplicadas: 5.075.031
Total de D1 aplicadas: 3.635.895
Total de D2 aplicadas: 1.297.915
Total de doses únicas aplicadas: 141.221

LEIA TAMBÉM | Brasil registra 97 casos e 5 mortes pela variante Delta

Campanha de vacinação

Na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Estado, todos os municípios cearenses já começaram a vacinar a população em geral. A nova etapa da campanha acontece de forma escalonada por ordem decrescente de idade, a partir dos 59 anos. Para receber a vacina, as pessoas devem estar devidamente cadastradas na plataforma Saúde Digital, da Sesa.

LEIA MAIS | Covid-19: o que fazer se perder agendamento da vacina em Fortaleza

+ Passo a passo: como se cadastrar para a vacinação contra a Covid-19 no Ceará

Além do público em geral, as pessoas incluídas nos grupos prioritários das fases 1, 2, 3 e 4, do PNI, estão recebendo os imunizantes contra o coronavírus em paralelo. Dentre as categorias, estão: trabalhadores da saúde, idosos, indígenas, quilombolas, pessoas com comorbidades, grávidas, puérperas, pessoas portadoras de deficiência, moradores de rua, trabalhadores da educação, profissionais do transporte coletivo rodoviário, metroviário, aéreo, aquaviário, portuários entre outros.

Veja os números de vacinados por grupo prioritário no Estado*

- Profissionais de Saúde (fase 1)

Dose 1 (D1): 259.270 (102%*)
Dose 2 (D2): 205.169 (80%)
Dose Única (DU): 1.048

- Idosos institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 2.222 (111%)
Dose 2 (D2): 2.146 (107%)
Dose Única: 0

- Indígenas (fase 1)

Dose 1 (D1): 19.439 (95%)
Dose 2 (D2): 19.181 (94%)

- Idosos > 75 anos (fase 1)

Dose 1 (D1): 375.314 (108,86%)
Dose 2 (D2): 358.239 (103,91%)
Dose Única: 84

- Deficientes institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 595 (148,28%)
Dose 2 (D2): 567 (138%)
Dose Única: 0

- Idosos entre 70 e 74 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 237.853 (107,3%)
Dose 2 (D2): 215.021 (97%)
Dose Única (DU): 78

- Idosos entre 65 e 69 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 270.183 (97,99%)
Dose 2 (D2): 238.072 (86,34%)
Dose Única (DU): 78

- Idosos entre 60 e 64 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 334.342 (99%)
Dose 2 (D2): 186.085 (55%)
Dose Única: 452

- Povos e comunidades quilombolas (fase 2)

Dose 1 (D1): 14.846 (100%)
Dose 2 (D2): 11.875 (80%)
Dose Única: 0

- Trabalhadores da Força de Segurança, Salvamento e Forças Armadas (fase 2)

Dose 1 (D1): 32.590 (111%)
Dose 2 (D2): 7.375 (25%)
Dose Úncia: 31

- Gestantes, Puérperas e Comorbidades (fase 3)

Dose 1 (D1): 48.331 (84%)
Dose 2 (D2): 6.461 (11%)

- PCD e Comorbidades (Fase 3)

Dose 1 (D1): 416.556 (80%)
Dose 2 (D2): 21.282 (3%)
Dose Única: 753

- Trabalhadores da Educação (Fase 4)

Dose 1 (D1): 176.796 (98,93%)
Dose 2 (D2): 1.102 (1%)
Dose Única: 54

- Trabalhadores Portuários (Fase 4)

Dose 1 (D1): 2.963 (132%)
Dose 2 (D2): 0

- Trabalhadores Transporte Aéreo (Fase 4)

Dose 1 (D1): 1.608 (95%)
Dose 2 (D2): 140
Dose Única: 4

*As porcentagens da vacinação da população cearense são definidas com base em metas estabelecidas pela Secretaria Estadual da Saúde do Ceará (Sesa) para cada público prioritário. As taxas de aplicação correspondem às doses que já foram distribuídas. Mediante o envio de lotes de vacinas pelo Ministério da Saúde (MS), as doses dos imunizantes são distribuídas aos municípios proporcionais às estimativas populacionais de cada grupo prioritário (meta).