PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Covid-19: 59,28% das UTIs estão ocupadas no Ceará, menor número do ano

A porcentagem é calculada em cima dos 830 leitos do tipo atualmente disponíveis no Estado. Quatro unidades hospitalares apresentam 100% de ocupação de seus leitos para tratamento da Covid-19

18:55 | 12/07/2021
Não há ocupação em leitos intensivos para gestantes, nos dados de hoje (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Não há ocupação em leitos intensivos para gestantes, nos dados de hoje (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

A taxa de ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no Ceará é de 59,28% nesta segunda-feira, 12, menor número registrado neste ano até o momento. Os dados são do IntegraSUS, plataforma de transparência da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), atualizados às 17h04min. A porcentagem é calculada em cima dos 830 leitos do tipo atualmente disponíveis no Estado.

Os leitos de tratamento da Covid-19 são classificados por categorias de pacientes. Aqueles dedicados ao tratamento intensivo de adultos registram ocupação de 60,39%. As UTIs neonatal têm 10% de ocupação, enquanto 62,86% das infantis atendem pacientes. Não há ocupação em leitos intensivos para gestantes, nos dados de hoje.

Já em relação aos leitos de enfermaria, destinados a pacientes com casos leves e moderados, a ocupação total atualmente é de 31,66%. Nas enfermarias para atendimento adulto, 29,43% dos leitos tratam pessoas com Covid-19. Estão ocupados 7,5% dos leitos para gestantes, 48,61% dos leitos infantis e 0% dos leitos neonatais.

63,48% das unidades intensivas administradas pelo poder público estão ocupadas, enquanto o número nas enfermarias é de 31,13%. Dos leitos geridos por entidades empresariais e ocupados por pacientes com Covid-19, 31,76% são UTIs e 27,24% são enfermarias. Já daqueles geridos por entidades sem fins lucrativos, 75,9% são UTIs e 35,42% são enfermarias.

Os municípios de Barreira e Assaré têm 100% de seus leitos dedicados à Covid-19 ocupados. Em segundo lugar, fica Várzea Alegre, seguida de Tianguá e Canindé. 13 municípios têm ocupação de 0%. São eles: Alto Santo, Ararendá, Aratuba, Aurora, Camocim, Caririaçu, Choró, Icapuí, Jaguaretama, Palmácia, Penaforte, Pindoretama e São Gonçalo do Amarante.

Em relação às unidades hospitalares do Estado, quatro apresentam 100% de ocupação de seus leitos para tratamento da doença: Hospital Maternidade São Vicente de Paulo (Região Cariri), Hospital Otoclínica (Fortaleza), Hospital Municipal Nossa Senhora das Dores (Região Cariri) e Hospital Regional do Sertão Central.

Até 13h07min desta segunda-feira, 36 pessoas estavam na fila de espera por leitos específicos para o tratamento da Covid-19 no Estado. Dessas, 28 aguardavam transferência para um leito de enfermaria, enquanto as outras oito estavam no aguardo por transferência para UTI. Em Fortaleza, três pessoas aguardavam transferência para leitos de enfermaria e duas para UTI.