PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Veja como será retorno presencial em instituições de ensino superior no Ceará

O governador Camilo Santana (PT) anunciou a liberação de aulas presenciais em faculdades e universidades cearenses a partir da próxima segunda-feira, 28

08:33 | 26/06/2021
Instituições públicas devem finalizar semestre em curso por meio do ensino remoto  (Foto: Divulgação UFC)
Instituições públicas devem finalizar semestre em curso por meio do ensino remoto (Foto: Divulgação UFC)

Atualizada em 27 de junho de 2021, às 17h26min

Nessa sexta-feira, 25, o governador Camilo Santana (PT) anunciou a liberação de aulas presenciais em faculdades e universidades cearenses a partir da próxima segunda-feira, 28. Instituições públicas, contudo, devem finalizar semestre em curso por meio do ensino remoto. Veja deliberações sobre o retorno presencial em nove instituições públicas e privadas do Estado. 

LEIA MAIS | Aulas presenciais no ensino superior são liberadas a partir da próxima 2ª feira

UFC
A Universidade Federal do Ceará (UFC) informou que a previsão é de que as aulas voltem a ser obrigatoriamente presenciais apenas no semestre letivo 2021.2, previsto para ser iniciado em 27 de setembro. Até a data, o professor pode decidir se retoma aulas presenciais, tendo que manter, obrigatoriamente, aulas remotas. As disciplinas que já funcionam de modo híbrido seguem conforme acordado anteriormente.

A universidade respondeu, por meio da assessoria, que vem se preparando para o retorno de suas atividades presenciais, e alguns setores administrativos já atuam em regime de revezamento de seus servidores. "Nesta sexta-feira, 25, foi encaminhado a todos os gestores das unidades administrativas e acadêmicas da Universidade um ofício-circular solicitando, no prazo de 15 dias, a elaboração de planos de retorno gradual de servidores, levando-se em consideração medidas sanitárias que garantam a segurança da comunidade universitária", diz nota.

UECE
Na Universidade Estadual do Ceará (Uece), o semestre letivo em curso, 2020.2, será finalizado de forma remota. A reitoria da universidade informou que o retorno às aulas presenciais será matéria para discussão e deliberação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Uece (Cepe). O órgão superior da instituição avaliará a viabilidade do retorno.

IFCE
O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) segue com ensino remoto pelo menos até 31 de julho, e não há uma data estimada de retorno das atividades presenciais. A definição foi feita pelo Conselho Superior, "que deve se reunir novamente antes dessa data para deliberar e avaliar a situação, decidindo se vamos manter o ensino 100% remoto, se vamos avançar no híbrido ou se vai haver alguma possibilidade de retorno”.

Em reunião da gestão do IFCE com o sindicato dos servidores do Instituto, na última terça-feira, 22, o reitor, professor Wally Menezes, destacou que a instituição está trabalhando no processo de planejamento de medidas para um retorno das atividades com segurança, e não em definir a data desse retorno.

"Por meio de comissões temáticas, o planejamento que está sendo desenvolvido envolve análise dos indicadores de saúde, estudos sobre tecnologias educacionais, formas de ensino, compra de insumos, reformas e adequações de ambientes, além de levar em conta os aspectos das particularidades locais, como transporte escolar e alinhamento com calendários de demais escolas da rede pública", acrescenta a instituição por meio de nota.

UVA

Na região Norte do Estado, a Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) informou que o retorno das aulas presenciais será discutido no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) e no Comitê de Enfrentamento à Pandemia do novo coronavírus no âmbito da UVA. O atual semestre letivo, 2021.1, será concluído de forma remota.

URCA
A Administração Superior da Universidade Regional do Cariri (URCA) informou que deliberou pela oferta dos atuais semestres no formato remoto. As decisões acadêmicas foram tomadas no âmbito do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), em reunião foi realizada no dia 11 de junho.

UFCA
Não há data estimada e nem previsão para retorno das atividades presenciais da Universidade Federal do Cariri (UFCA). O comitê de enfrentamento da Covid-19 pretende se reunir na segunda-feira, 28, quando o decreto do governador entrar em vigor. Sobre as adequações feitas no ambiente universitário, existe um protocolo de biossegurança do campus publicado desde dezembro, o qual mostra que as medidas de proteção já vêm sendo tomadas, de acordo com nota da Universidade.

Unifor
A assessoria de comunicação da Universidade de Fortaleza (Unifor) informou que a instituição vai se posicionar na próxima terça-feira, 29.

Unichristus
No Centro Universitário Christus, as aulas presenciais retornarão na terça-feira, 29 de junho, para todos os cursos e em todas as unidades da Unichristus. No entanto, os alunos poderão continuar optando pela modalidade remota de aulas.

Em nota enviada pela assessoria, a instituição informa que as aulas ocorrerão de forma híbrida. Os professores ministrarão as disciplinas em sala de aula, com transmissão em tempo real para os que participam remotamente. Assim, os alunos que estiverem presencialmente assistirão a mesma aula que estará sendo transmitida online.

"A Unichristus já preparou toda as suas instalações para a retomada total das aulas. As salas de aula foram adaptadas, com as cadeiras dispostas considerando o distanciamento necessário. Dispensers de álcool em gel foram disponibilizados. Os ambientes sinalizados com orientações de prevenção contra a Covid-19. Protocolos para higienização recorrente dos ambientes também foram adotados e o uso das máscaras é indispensável", diz.

Unifametro
A Unifametro está "neste momento em pleno planejamento para o retorno no próximo semestre", o que deve acontecer no início de agosto. Conforme a reitora da instituição, Denise Maciel, "desde o ano passado, quando as atividades presenciais foram liberadas, já estávamos prontos para receber tanto os funcionários quanto nossos alunos".

"Adotamos medidas criteriosas de distanciamento, uso obrigatório de máscaras, espalhamos suportes de álcool em todas as unidades da IES, fazemos a medição de temperatura em todas as entradas de nossas nossas unidades", diz.

Estácio de Sá
A Universidade Estácio de Sá ainda não definiu como nem quando será o retorno às aulas presenciais. Conforme a assessoria da instituição, ainda não há posicionamento sobre o retorno.

O POVO também entrou em contato com a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (Unilab), Centro Universitário 7 de Setembro (Uni7) e o Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), mas não teve retorno até o momento.