PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Por descumprir decreto, 14 estabelecimentos são autuados em Fortaleza

Fiscalização ainda resultou na interdição de três equipamentos e no encerramento de 12 eventos e de três feiras

Gabriela Almeida
21:15 | 29/04/2021
A realização desse tipo de comércio livre ainda não está permitida na capital cearense. (Foto: Thiago Gaspar/ PMF)
A realização desse tipo de comércio livre ainda não está permitida na capital cearense. (Foto: Thiago Gaspar/ PMF)

Entre a última segunda-feira, 26, e essa quarta-feira, 28, a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) realizou 359 fiscalizações para verificar o cumprimento do decreto estadual na Capital, que segue flexibilizando atividades. Conforme divulgado pela instituição, em live transmitida nas redes sociais da Prefeitura, 14 estabelecimentos foram autuados e três precisaram ser interditados.

O motivo das autuações e das interdições foi em decorrência dos equipamentos estarem agindo de forma irregular, descumprindo normas impostas pelo decreto ou ainda não obedecendo a medidas sanitárias essenciais. Um dos fatores analisados durante a fiscalização é o horário de funcionamento, determinado por documento e que tem sido desacatado por alguns comércios- conforme mostra balanços anteriores.

| LEIA MAIS |

Fortaleza deixa de aplicar 41 mil doses da Coronavac após atraso do Ministério da Saúde

Pontos de vacinação em Fortaleza registram filas e falta de informação

Cerca de 85 mil alunos no Ceará se afastaram das salas de aula em 2020

Além disso, a ação de fiscalização feita por agentes do órgão municipal também resultou no encerramento de 12 eventos, por promoverem aglomerações, e de três feiras que ocorriam em regiões da Cidade. A realização desse tipo de comércio livre ainda não está permitida na capital cearense.

"Os números graças a Deus têm apresentado um melhora, mas ainda é preocupante, a gente precisa da ajuda de todos. Contamos com a colaboração de todos para garantir a saúde de nossas famílias", destacou na ocasião da transmissão Coronel Eduardo Holanda, secretário da Segurança Cidadã.

Fortaleza segue em fase de flexibilização das atividades desde o dia 12 deste mês, após passar pouco mais de 30 dias em regime de isolamento social rígido. No entanto, os setores precisam cumprir com normas de funcionamento e, aos finais de semana, a Capital retorna a ficar de lockdown.