PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Fortaleza deixa de aplicar 41 mil doses da Coronavac após atraso do Ministério da Saúde

O Município deve atender apenas quem foi agendado para hoje e deverá parar a aplicação da Coronavac após a data pelo atraso no repasse das doses

Júlia Duarte
10:27 | 29/04/2021
FORTALEZA, CE, BRASIL, 28-04-.2021: Vacinação Drive Thru no estacionamento do estádio Castelão. Idosos tomam a segunda dose da vacina contra COVID-19. Pandemia de COVID-19 - Coronavírus.   ( Foto: Júlio Caesar/O POVO) (Foto: JÚLIO CAESAR)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 28-04-.2021: Vacinação Drive Thru no estacionamento do estádio Castelão. Idosos tomam a segunda dose da vacina contra COVID-19. Pandemia de COVID-19 - Coronavírus. ( Foto: Júlio Caesar/O POVO) (Foto: JÚLIO CAESAR)

Nesta quinta-feira, 29, apenas idosos que estão agendados deverão ser vacinados contra a Covid-19. Isso acontece após mudança de recomendação da Prefeitura de Fortaleza, que indicava que pessoas com a data limite da segunda dose, mesmo sem agendamento, deveriam ir a postos de imunização. A mudança, anunciada na noite de ontem, é resultado do atraso do Ministério da Saúde no repasse de cerca de 41.260 doses da vacina produzida pelo Instituto Butantan. 

LEIA MAIS | Com poucas doses, Fortaleza vacinará apenas idosos agendados nesta quinta-feira

O coordenador da Rede de Atenção Primária e Psicossocial da Prefeitura, Erlemus Soares, explica que o Ministério da Saúde passa por um desabastecimento da Coronavac, que tem contribuído para a desaceleração da vacinação em Fortaleza. "Em março, a gente recebeu uma orientação técnica do Ministério da Saúde que poderia utilizar o que seria para as doses dois (D2) na aplicação das doses um (D1) para poder avançar na imunização dos idosos. Fizemos a vacinação em massa e agora estamos esperando a entrega de novas doses", explica o coordenador., apontando a falta de estoque do imunizante.

Leia Mais - Pontos de vacinação em Fortaleza registram filas e falta de informação

Nesta quinta-feira, 29, aproximadamente nove mil pessoas devem ser vacinadas com o imunizante. Ao fim desse total, seguirão apenas as aplicações das doses do imunizante produzido pela Astrazeneca/Fiocruz.

O Ceará deve receber um novo lote com 192.050 doses de vacina contra a Covid-19 até o final do dia, entretanto, a maior parte dos imunizantes são AstraZeneca, da Fiocruz, cerca de  188.250 mil. Apenas 3.800 doses são da CoronaVac. Por isso, a regularização é esperada apenas para remessas seguintes.

LEIA TAMBÉM | Coronavac: atraso na segunda dose prejudica imunização?

Falta segunda dose em pelo menos três municípios cearenses

Com a escassez das doses, o titular explica que a gestão mudou a recomendação de quem estivesse na data limite da segunda dose, marcada no cartão, poderia ir mesmo sem agendamento. Apenas quem foi agendado e recebeu a confirmação ou tem o nome na lista divulgada diariamente pode comparecer aos centros de vacinação. (Colaborou Marcela Tosi)