PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Vacinas em Fortaleza estão no fim e agendamento de drive-thru é interrompido

Doses restantes serão destinadas para aplicação em domicílio

Júlia Duarte
11:51 | 19/02/2021
REPRESENTANTES DE escolas particulares e pais de alunos reivindicam a volta das aulas presenciais (Foto: BARBARA MOIRA)
REPRESENTANTES DE escolas particulares e pais de alunos reivindicam a volta das aulas presenciais (Foto: BARBARA MOIRA)

Já na espera do recebimento de novas doses, a Prefeitura de Fortaleza não está mais agendando a aplicação de primeiras doses em idosos no drive-thru. Nesta sexta-feira, 19, já não houve agendamentos. Por meio de live, a secretária da Saúde do Município, Ana Estela, explicou que as doses restantes serão destinadas à aplicação em domicílio, refazendo rotas que não foram concluídas ao longo da semana e nas salas dos  Cucas do Jangurussu e Modunbim.

LEIA MAIS: Lar Torres de Melo começa aplicação da segunda dose da CoronaVac

No sábado e domingo, profissionais da saúde serão contemplados, encerrando a aplicação das primeiras doses que há no estoque. Até que o Município receba novos imunizantes, o cronograma de vacinação vai continuar apenas com a aplicação das segundas doses de quem já foi imunizado. "Os idosos, com a primeira dose, com as vacinas que o município de Fortaleza recebeu, a gente conclui hoje e estaremos no final de semana, sábado e e domingo, concluindo também, para os trabalhadores saúde que estão na linha de frente", disse a secretária durante a live. 

A segunda dose já aplicada para 19.059 pessoas em Fortaleza, entre eles profissionais da saúde da linha de frente e idosos de instituições de longo prazo. Nesta semana, o Lar Torres de Melo foi a primeira instituição a ser contemplada com a segunda dose. A previsão era que 788 idosos residentes em 27 Instituições de Longa Permanência (ILPI) fossem beneficiados no decorrer da semana.

Fortaleza recebeu doses de duas vacinas aprovadas, a chinesa Coronavac e a da Astrazeneca/Oxford. A Coronavac precisa ser reaplicada dentro do prazo de 28 dias e a Astrazeneca em um intervalo maior de até 90 dias. Com o estoque reduzido, a secretária tranquilizou. "Ainda teremos um tempo pra que eles sejam contemplados com essa segunda dose", comentou. 

Na sexta-feira da semana passada, 12,  segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), mais de 60 mil idosos aguardam para serem imunizados, enquanto o município tinha no estoque pouco mais de 6 mil doses de vacina destinadas para o público. Totalizando uma cobertura de apenas 9,89% das pessoas com 75 anos ou mais cadastradas na plataforma Vacine Já.

LEIA MAIS: Fortaleza tem doses suficientes para vacinar menos de 10% dos idosos cadastrados no Vacine Já

A outra faixa etária de idosos, de mais de 60 anos até os 74, segundo a Prefeitura, fazem parte da segunda fase da vacinação, que deve acontecer apenas quando o restante dos idosos com 75 anos ou mais for imunizado. 

Aumento de casos

A secretária destacou também que a Prefeitura está em estado de preocupação com o aumento de casos nas últimas quatro semanas. "Nós estamos em uma segunda onda nas últimas quatro semanas. O desenho epidemiológico e assistencial nos mostra que nós estamos em franco crescimento dos casos", afirmou.

A cidade já busca a ampliação dos leitos exclusivos para Covid-19. Fortaleza terá 170 leitos de observação para Covid-19 em suas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), conforme anuncio do prefeito José Sarto (PDT). A ampliação dos leitos nos equipamentos desse porte na Capital cearense busca aumentar a capacidade de atendimento da rede de saúde pública.