PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Antonina do Norte registra óbitos por Covid-19 pela primeira vez

Município fica a 449,6 quilômetros de Fortaleza. Dado é do novo boletim da Secretaria de Saúde

Gabriela Feitosa
13:44 | 04/12/2020

O município de Antonina do Norte, localizado a 449,6 quilômetros de Fortaleza, registrou óbitos por Covid-19 pela primeira vez. O dado é do novo boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde, que atualizou situação da doença em todo o Ceará. A secretária executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Magda Almeida, comentou o documento. Disse que a positividade dos exames que diagnosticam o coronavírus está em torno de 30% no Ceará. A maior alta acontece nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

O número de casos confirmados e óbitos pelo coronavírus segue crescendo no estado. Conforme Magda, a alta de óbitos é resultado de atraso na confirmação de algumas mortes. Magda ainda disse que esse crescimento é puxado, principalmente, pela Superintendência Regional de Fortaleza e Capital. "A positividade dos exames continua alta das Upas, principalmente, acima de 50%. Mas, a positividade no geral tem se mantido em torno de 30%".

De acordo com a secretária, os resultados mostram que as medidas de combate ao coronavírus não devem ser deixadas de lado e é importante não somente usar máscara, mas evitar qualquer tipo de aglomeração. "É um momento em que a gente precisa se proteger e proteger os mais vulneráveis", acrescentou Magda.

Ainda conforme o documento, a taxa de mortalidade no Ceará passou de 105,3 para 106,5 óbitos por 100 mil habitantes em sete dias, com destaque para as cidades de Icó (75,8), Aracati (65,2) e Brejo Santo (58,0), que apresentaram incremento de 5,6%, 5,5% e 4,2%, respectivamente.

No Ceará, foram confirmados 300.029 casos de Covid-19 até 28/11/2020. O interior do Estado, apesar de diferentes cenários entre as regiões, apresentou redução de casos e óbitos para Covid-19 registrados (respectivamente - 9,3% e -26,2%). Na mesma análise, a Capital apresentou aumento de casos e óbitos registrados (41,5% e 43,5%, respectivamente).

LEIA TAMBÉM | Itália bate recorde de mortes por covid e proíbe viagens no Natal e ano-novo