PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Positividade de exames para Covid-19 no Ceará está em torno de 30%; maior alta é nas Upas

A secretária executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Magda Almeida comenta o boletim desta sexta-feira, 04 de dezembro de 2020

13:33 | 04/12/2020

A positividade dos exames que diagnosticam o coronavírus está em torno de 30% no Ceará. A maior alta acontece nas Unidades de Pronto Atendimento (Upas). O número de casos confirmados e óbitos pelo coronavírus segue crescendo no Estado.

Segundo secretária executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Magda Almeida, a alta de óbitos é resultado de atraso na confirmação de algumas mortes. Magda ainda disse que esse crescimento é puxado, principalmente, pela Superintendência Regional de Fortaleza e Capital. "A positividade dos exames continua alta das Upas, principalmente, acima de 50%. Mas a positividade no geral tem se mantido em torno de 30%".

LEIA MAIS - Fortaleza tem nível alto de alerta para incidência de novos casos de Covid-19

De acordo com a secretária, os resultados do novo boletim, divulgado nesta sexta, 4, mostram que as medidas de combate ao coronavírus não devem ser deixadas de lado e é importante não somente usar máscara, mas evitar qualquer tipo de aglomeração. "É um momento em que a gente precisa se proteger e proteger os mais vulneráveis", acrescentou Magda.

Outro dado importante é que o município de Antonina do Norte registrou óbitos por Covid-19 pela primeira vez. Ele fica a 449,6 quilômetros de Fortaleza.

Ainda conforme o documento, a taxa de mortalidade no Ceará passou de 105,3 para 106,5 óbitos por 100 mil habitantes em sete dias, com destaque para as cidades de Icó (75,8), Aracati (65,2) e Brejo Santo (58,0), que apresentaram incremento de 5,6%, 5,5% e 4,2%, respectivamente.

Conforme novo boletim, esses são alguns dos dados atualizados da doença no estado:

No Ceará, foram confirmados 300.029 casos de Covid-19 até 28/11/2020 – Semana Epidemiológica 47 (aumento de 2,3% no total de casos). Na SE 48 (22/11/20 a 28/11/20), foram confirmados 2.087 novos casos e 47 óbitos (aumento de 28,0% e aumento de 161,1%, respectivamente ao registrado na SE 47).

Na análise de variação entre as SE 44/45 (25/10/20 a 07/11/20) e 46/47 (08/11/20 a 21/11/20), o interior do Estado, apesar de diferentes cenários entre as regiões, apresentou redução de casos e óbitos para Covid-19 registrados (respectivamente - 9,3% e -26,2%). Na mesma análise, a Capital apresentou aumento de casos e óbitos registrados (41,5% e 43,5%, respectivamente).

Na Região de Saúde de Fortaleza, foram confirmados 1.307 novos casos (aumento de 2,8%) e 26 óbitos confirmados na última semana (aumento de 2.500%). Na região Norte, 199 novos casos (aumento de 197%) e 2 óbitos (redução de 50%). No Cariri, foram 328 novos casos (aumento de 146,6%) e 15 óbitos (aumento de 50%). No Litoral Leste, 198 casos novos (aumento de 69,2%) e 3 óbitos (redução de 25%). No Sertão Central, 54 casos novos (redução de 22,7%) e um óbito.

As Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS) Fortaleza (41,5%), Maracanaú (3,1%), Baturité (50,9%), Itapipoca (17,4%), Aracati (7,2%), Quixadá (64,6%), Limoeiro do Norte (27,4%), Acaraú (7,6%), Brejo Santo (5,4%) e Cascavel (12,3%) apresentaram incremento de casos confirmados entre as SE 44/45 e 46/47. As ADS de Fortaleza, Caucaia, Iguatu, Crato e Juazeiro do Norte apresentaram incremento de óbitos no mesmo período. Maracanaú, Baturité e Icó mantém o mesmo número de ocorrências.

LEIA TAMBÉM | Quase metade das pessoas que fazem exames para Covid-19 no Ceará estão infectadas