PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Camilo menciona possibilidade de interromper plano de reabertura da economia

O governador fez um apelo aos cearenses e pediu para que "tomassem consciência" quanto a importância de contribuir com Estado na luta contra o novo coronavírus

Gabriela Almeida
21:01 | 26/07/2020
Camilo Santana faz apelo a cearenses (Foto: REPRODUÇÃO)
Camilo Santana faz apelo a cearenses (Foto: REPRODUÇÃO)

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), usou sua página oficial no Twitter para fazer um apelo aos cearenses, neste domingo, 26, após o dia ser marcado por aglomerações em lugares da Cidade, como a Praia dos Crush. O chefe do Executivo Estadual pediu para que as pessoas tivessem consciência e alertou sobre a possibilidade de interromper o plano de retomada econômica caso os índices do novo coronavírus tornassem a subir no Estado. 

“Tenho alertado de forma insistente que a pandemia continua e não podemos relaxar nos cuidados. Temos visto aglomerações injustificáveis e casos de desrespeito ao uso de máscara na capital e no interior. Isso é muito sério! Não voltamos à normalidade”, afirmou o governador em postagem.

Na sequência, Camilo mencionou a possibilidade do Ceará seguir o exemplo de estados que precisaram retroceder algumas decisões de reabertura, por conta de uma segunda onda do novo coronavírus na região. “Se os números voltarem a subir, seríamos obrigados a interromper o Plano de Retomada”, afirmou.

| LEIA MAIS | Ceará fez mais de 428 mil exames de Covid-19; são 162.086 casos e 7.494 mortes

O governador ainda pediu aos cearenses que se conscientizassem e lembrou de que a luta contra o vírus “ainda não terminou” no Estado. A postagem foi realizada no dia em que uma multidão lotou o trecho da Praia de Iracema conhecido como Praia do Crush e sua extensão, chamada de Havaizinho.

| LEIA MAIS | Autoescolas são liberadas em Fortaleza; confira o que muda nesta segunda-feira

Sem cuidados sanitários essenciais, como o uso de máscaras, houve o "encontrão" que havia sido divulgado nas redes sociais para este domingo. O evento, que tinha a promessa de música ao vivo e bebida alcoólica no local, sofreu intervenção da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis).

Ceará fez mais de 428 mil exames de Covid-19; são 162.086 casos e 7.494 mortes