PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Dinheiro do auxílio emergencial "sumiu" ao pagar boleto no PicPay ou Nubank? Saiba o que fazer

Auxílio pode ser transferido para as carteiras digitais por meio do pagamento de boleto

20:29 | 08/07/2020
Defensoria pede que prazo de inscrição para recebimento das duas novas parcelas do auxílio emergencial seja estendido (Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil)
Defensoria pede que prazo de inscrição para recebimento das duas novas parcelas do auxílio emergencial seja estendido (Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil)

Quem recebe o auxílio emergencial, programa temporário criado pelo Governo Federal com o intuito de amenizar efeitos da crise do novo coronavírus, nem sempre pode esperar o calendário de saques e transferência entre contas para cumprir com suas obrigações financeiras. Por isso, muitos optaram pela alternativa de fazer a transferência do valor disponibilizado no aplicativo Caixa Tem para carteiras digitais como PicPay, por meio do pagamento de um boleto, como se fosse uma conta. No entanto, o que era para ser algo para facilitar, virou motivo de preocupação: muitos relatos dizem que após o pagamento do boleto, o dinheiro "sumiu".

> Saiba como transferir o auxílio emergencial para PicPay, Nubank, Mercado Pago e PagBank por boleto

No caso do PicPay, alguns beneficiários disseram que, após o pagamento do boleto, o dinheiro não apareceu na conta. Já em outras situações, o valor até chegou a entrar no saldo, mas não pôde ser utilizado, pois na hora de fazer o uso, aparece o erro "saque cancelado". Em comunicado ao Tecnoblog, a justificativa da empresa é de que o problema se encontra na instabilidade que afeta os sistemas da Caixa Econômica Federal. De acordo com o PicPay, quando ocorre este erro, o valor debitado no Caixa Tem será estornado pela própria Caixa.

Já se o erro ocorrer durante o pagamento e ele não conseguir ser feito, a empresa informou que o beneficiário deve tentar novamente. Ainda segundo o PicPay, desde o início do pagamento do auxílio emergencial, mais de 2,9 milhões de usuários conseguiram concluir a transferência do Caixa Tem para a carteira digital com sucesso.

Com relação ao Nubank, vários beneficiários fizeram relatos sobre o estornos dentro de algumas contas do banco. Segundo a instituição financeira, este problema se deu, porque entre os dias 15 de abril e 10 de junho de 2020, parte dos clientes que havia realizado pagamento de boletos por meio do aplicativo Caixa Tem recebeu, em sua conta digital da Caixa, uma quantia superior ao correto. Por isso, o erro se deu devido a uma falha sistêmica da própria Caixa Econômica Federal.

Com isso, o Nubank passou a inciar o processo de estorno dos valores excedentes da Caixa e as devoluções foram suspensas assim que foram identificadas, por parte deles, inconsistências nos dados fornecidos pela Caixa.

Ainda de acordo com o Nubank, por causa da imprecisão dos dados fornecidos, o banco decidiu reverter os valores aos clientes e está aguardando esclarecimentos adicionais da Caixa. A instituição pede que, em caso de dúvidas, os beneficiários entre em contato com seus canais de atendimento.

Após contato do O POVO, a CEF enviou nota. "A Caixa esclarece que não realizou contato com a Nubank solicitando estorno de boletos. O banco reforça que cumpre rigorosamente as práticas de mercado relativas ao processo de compensação de liquidação, e destaca, ainda, que nenhum cliente foi ou será lesado". (Bruna Oliveira)

Do Jornal do Commercio via Rede Nordeste