PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Salões de beleza, lojas de construção e treinos esportivos: veja o que volta à atividade

A reabertura das empresas será gradual e por fases. Anúncio é feito em live pelo governador Camilo Santana (PT)

13:15 | 28/05/2020
Camilo Santana e Cabeto em transmissão ao vivo (Foto: Reprodução/Facebook)
Camilo Santana e Cabeto em transmissão ao vivo (Foto: Reprodução/Facebook)

O governador Camilo Santana (PT) anunciou transição para reabertura das atividades econômicas, a partir de segunda-feira, 1º de junho (01/06). O decreto de isolamento social será prorrogado, mas o isolamento rígido, o chamado lockdown, será encerrado.

No comércio, será autorizada na transição a abertura de lojas ligadas a material de construção, com horários de abertura determinados. Na construção civil, serão autorizadas obras com máximo de 100 operários, com até 31% de retomada.

Setor de higiene e beleza, como barbearias, manicures e salões de beleza poderão também abrir.

Também será retomada a indústria têxtil e de calçados, fabricação de eletrodomésticos, indústria automotiva, retorno dos treinos esportivos e dos times de futebol "participantes da final do Campeonato Cearense".

Está liberada a partir do dia 1º a operação de 100% da cadeia de saúde, inclusive consultórios médicos e odontológicos. Voltará até 31% da cadeia da construção civil, com até 100 operários por obra e 30% de efetivo no setor produtivo. Também voltarão percentuais dos seguintes setores: indústria química; artigos de couros e calçados; indústria metalmecânica; saneamento e reciclagem; indústria e serviços de apoio; energia; têxteis e roupas; comunicação, publicidade e editoração; artigos do lar; agropecuária; móveis e madeira; tecnologia da informação; logística e transporte; automotiva; e esporte, cultura e lazer.

Após a transição de sete dias, haverá quatro fases de retomada. A cada fase haverá avaliação com base nos dados de saúde.

A fase 1 está prevista para 8 de junho (08/06). Tem previsão de duras 14 dias. As fases seguintes serão avaliadas conforme o resultado gradual. Cada fase terá 14 dias de duração. Se tudo correr conforme o esperado, o cronograma será:

1º de junho - transição

8 de junho - fase 1

22 de junho - fase 2*

6 de julho - fase 3*

20 de julho - fase 4*

*Datas das fases 2, 3 e 4 dependem da avaliação dos resultados das fases prévias.

Veja o que retorna a cada fase:

Clique na imagem para abrir a galeria

A reabertura ocorrerá em quatro fases, com atividades econômicas definidas em cada fase e com percentual de cada atividade que poderá funcionar. Haverá testes nas empresas, avaliação da taxa de transmissibilidade. Cada atividade terá protocolos de segurança a seguir.

As fase são definidas baseadas em critérios que O POVO havia antecipado:

1. Baseado em riscos sanitários

Primeira fase = Baixo risco

Quarta fase = Alto risco

2. Baseado em aspectos econômicos e sociais

Primeira fase = Alto impacto

Segunda fase = Baixo impacto

Camilo anunciou a renovação do decreto de isolamento social em todo o Estado. Por recomendação da Secretaria da Saúde, será sugerido ou determinado que alguns municípios do Interior adotem isolamento mais estrito, como ocorreu na Capital.

O secretário da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o doutor Cabeto, disse que o isolamento causou redução significativa do número de casos de Covid-19 e também do número de óbitos.

Documento da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) apresentando na quarta-feira, 27, aos associados, dá conta de que a etapa que prevê que a retomada de atividades com grandes aglomerações está prevista para 20 de julho. Conforme o documento, serviços de alimentação fora do lar, como bares e restaurantes, porém, serão retomados no dia 22 de junho.

Camilo Santana já antecipou que o retorno da escolas, nas redes privada e pública, deverá fazer parte da última fase de abertura das atividades não essenciais no Ceará.