PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Sobe para 163 número de profissionais da saúde afastados no Ceará por suspeita ou confirmação de coronavírus

A área de enfermagem é a que apresenta maior taxa de infecção

Gabriela Almeida
21:43 | 30/04/2020
Na linha de frente de combate ao coronavírus, profissionais da saúde são expostos ao risco de infecção (Foto: JULIO CAESAR)
Na linha de frente de combate ao coronavírus, profissionais da saúde são expostos ao risco de infecção (Foto: JULIO CAESAR)

O número de profissionais da saúde no Ceará afastados de cargos devido a confirmação ou suspeita de infecção pelo novo coronavírus subiu para 163. As informações são da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa).

Os dados, referentes a esta quinta-feira, 30, mostram um aumento de 26 casos registrados em relação ao relatório divulgado pela pasta no dia 16 deste mês, quando o número era de 137.

De acordo com o levantamento atual, dos 163 profissionais afastados 28 testaram positivo para Covid-19 e 135 seguem como casos suspeitos. O número de confirmações permanece o mesmo relatado no balanço do dia 16, sendo os 26 registros novos considerados ainda como suspeitos. Entre os 28 profissionais confirmados com a doença, a Sesa identificou 20 como enfermeiros, 4 como médicos e 4 como atuantes de outras áreas da saúde.

Em relação ao balanço anterior, a pasta informou que a contagem de casos confirmados e suspeitos é alternada na medida em que os profissionais se recuperam da doença. A pasta, no entanto, ainda não divulgou relatório com o número de recuperações ou possíveis óbitos entre estes profissionais. O balanço é realizado contabilizando apenas registros das unidades de saúde do Estado que são ligadas a Sesa.

Área com maior transmissão

Maioria entre os casos confirmados pela pasta, os profissionais de enfermagem do Ceará também lideram em confirmações da doença quando comparados a outras regiões do Nordeste. De acordo com dados do “Observatório da Enfermagem” enviados ao O POVO pelo Conselho Regional de Enfermagem do Ceará (Coren-CE), o Estado é a região nordestina que mais tem casos da doença entre os profissionais.

LEIA MAIS | Técnica de enfermagem de 71 anos morre em decorrência do coronavírus em Fortaleza

O levantamento, referente a terça-feira, 28, leva em consideração as unidades de saúde públicas e privadas do Estado, não apenas aquelas ligadas a Sesa, registrando por isso um número maior de casos do que a pasta. De acordo com o observatório, 105 profissionais da enfermagem do Estado testaram positivo e 428 estão com suspeita. Foi registrado ainda 3 mortes em decorrência da doença nessa área da saúde.


Acesse a cobertura completa do Coronavírus >