PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Em parceria com Governo do Ceará, hotel hospeda profissionais da saúde que atendem pacientes com coronavírus

Médicos, enfermeiros e demais profissionais da área que estão na linha de frente podem ser encaminhados ao local

Gabriela Almeida
20:04 | 15/04/2020
Hotel Meridional
Hotel Meridional (Foto: Google Maps / Reprodução)

O hotel Meridional, localizado no Centro de Fortaleza, está disponibilizando vagas de hospedagem para profissionais da saúde no Ceará. Medida faz parte de uma ação do Governo do Estado que visa garantir 180 vagas em empreendimentos de hospedagem para acolher, entre outros, médicos e enfermeiros que tratam diretamente de pacientes infectados com o novo coronavírus, a Covid-19.

Por meio de nota, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) informou que o serviço é voltado para os profissionais de saúde que atendem pela rede. Médicos, enfermeiros e demais profissionais da área que têm contato direto com doentes pela patologia devem procurar a direção do hospital onde trabalham para serem encaminhados ao hotel. A medida tem como um dos objetivos proteger familiares dos profissionais de um possível contágio.

Vicente de Paiva, sócio-diretor do hotel Meridional, informou que, dos 55 apartamentos do espaço, 13 já haviam sido ocupados até a noite desta quarta-feira, 15, por profissionais da saúde que atuam no Hospital Leonardo da Vinci, construído para atender casos da patologia. O valor da hospedagem, custeada pelo governo, havia sido reduzido pelo hotel ainda no mês de março, visando atender aos profissionais. Serviço de almoço e jantar também é custeado por órgão durante a estada. 

O contrato pode se estender por até quatro meses e, de acordo com Vicente, foi uma oportunidade de ajudar “pessoas que muitas vezes não têm condições de voltar para casa, pois possuem algum familiar No grupo de risco”, além de evitar demissão de trabalhadores que atuam “há muitos” anos no empreendimento.

Ampliação de hospedagem

Outros estabelecimentos de hospedagem estão acolhendo, ou sendo cogitados para receberem pacientes da Covid-19 ou com outros tipos de doenças. O vereador Ronivaldo Maia (PT) chegou a enviar um ofício à Prefeitura de Fortaleza nesta semana solicitando que pessoas de baixa renda e em situação de rua, que tenham testado positivo para a doença, fiquem em hotéis, motéis e demais empreendimentos para evitar a disseminação do vírus e beneficiar situação financeira dos locais. 

O grupo Hapvida avalia o arrendamento do hotel Sonata e negocia para realocar pacientes sem Covid-19 para tratamento no local. A negociação com o empreendimento visa garantir que as unidades do grupo fiquem disponíveis apenas para pacientes infectados pelo novo coronavírus. 

De acordo com boletim divulgado pela Sesa na tarde desta quarta-feira, 15, o Ceará registra 2.157 casos da Covid-19 e 116 mortes em decorrência da doença. A taxa de letalidade está em 5,4% e 67 municípios do Estado têm casos confirmados.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >