PUBLICIDADE
Shows & Espetáculos
NOTÍCIA

Coletivo artístico organiza transmissão de peças online em junho

Com o calendário ainda em construção, a Pandêmica Coletivo Temporário de Criação já divulgou horários de duas peças e, segundo o idealizador — o ator e diretor cearense Juracy de Oliveira —, a ideia é haja apresentações distribuídas por todo o mês

Natália Coelho
17:31 | 03/06/2020
Alda Pessoa se apresenta em monólogo "Discurso sobre Nada" (Foto: Reprodução)
Alda Pessoa se apresenta em monólogo "Discurso sobre Nada" (Foto: Reprodução)

A arte na pandemia cria novas narrativas e estimula soluções. A Pandêmica Coletivo Temporário de Criação, que reúne artistas do Ceará, Rio Grande do Norte, São Paulo e Rio de Janeiro, apresenta performances durante todo o mês de junho pela plataforma ZOOM. Com o calendário ainda em construção, o coletivo já divulgou horários de duas peças e, segundo o idealizador, o ator e diretor cearense Juracy de Oliveira, a ideia é haja apresentações distribuídas por todo o mês (confira a agenda no serviço abaixo).

LEIA TAMBÉM | Grupo Bagaceira de Teatro completa 20 anos e lança campanha virtual

Uma das performance é estrelada pela atriz cearense Alda Pessoa. Discurso sobre Nada é um solo sobre uma artista que se precisar refletir sobre suas criações durante a quarentena. A peça estreia nesta quarta, 3 às 21 horas, e contará com uma conversa com o criador do texto, Marcio Abreu. Ao final do espetáculo, o coletivo oferece a possibilidade de uma contribuição voluntária.

Segundo Alda, por ser filmado em mais de uma câmera, há uma abertura de perspectiva, que resulta em uma espécie de reflexão do fazer artístico.

“É realmente muito na palavra, na conexão com a imagem e o público. Você fica em dúvida em que momento eu estou atuando e em que momento eu estou falando como Alda. Eles começam antes bem marcados e no meio do fim da peça você não sabe muito diferenciar, se eu estou atuando, se é uma história minha. Trabalhamos muito com a metalinguagem por estamos fazendo teatro e falando de fazer teatro”, explica a atriz, que é formada em dança pela Unicamp.

12 Pessoas com Raiva, peça também já em cartaz, terá apresentações neste sábado, 6, às 16 horas, e na terça, 9, às 20 horas. A performance, baseado em texto do roteirista americano Reginald Rose, conta com 12 atores em cena, que representam o júri de um crime. De forma online, os 12 participantes devem discutir para decidir o veredicto do crime. Onze pessoas votam igual e somente uma tem posição divergente. A peça foi base do filme 12 Homens e uma Sentença (1957), clássico de Sidney Lumet.

LEIA TAMBÉM | Do circo à gastronomia: confira dicas de conteúdos da plataforma Cultura Dendicasa

Juracy Oliveira diz que esse momento de experimentações tem sido algo recorrente no isolamento e que a ideia do coletivo é seguir com novas performances, sendo algumas gratuitas e outras pagas, a depender da proposta da própria história.

“A ideia é ficar divulgando uma série de experiências no ZOOM, idealizando também bate-papos, encontros… Definimos o coletivo como sendo uma aglomeração online de artistas de vários lugares do Brasil fazer teatro online até quando isso tudo durar. Tem sido uma completa surpresa. Já fizemos três exibições de 12 pessoas e nas três, lotamos a sala em menos de cinco minutos. A gente faz um debate, as pessoas ficam emocionadas. As pessoas têm ficado atravessadas”, explica ele, que há oito anos vive no Rio de Janeiro.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Coletivo Temporário de Criação (@pandemicacoletivo) em

Serviço

Apresentações do Pandêmica Coletivo Temporário de Criação

“Discurso sobre nada”
Quando: quartas, 3 e 10, às 21 horas
Onde: no Zoom (link divulgado 15 minutos antes da peça no Instagram @pandemicacoletivo)
Gratuito, com colaboração voluntária

“12 pessoas com raiva”
Quando: sábado, 6, às 16 horas, e terça, 9, às 20 horas
Onde: no Zoom (link divulgado 15 minutos antes da peça no Instagram @pandemicacoletivo)

Grupo do Whatsapp: pelo link 
Outras informações: no Instagram @pandemicacoletivo