Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Com ações afirmativas, Porto Iracema abre inscrições para laboratórios

Artistas podem se inscrever na 9ª edição do formato até 20 de setembro no Mapa Cultural do Ceará. Laboratórios são voltados ao desenvolvimento de projetos de artes visuais, cinema, dança, música e teatro
12:13 | Ago. 26, 2021
Autor João Gabriel Tréz
Foto do autor
João Gabriel Tréz Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Até o próximo dia 20 de setembro, artistas com propostas de projetos em artes visuais, cinema, dança, música e teatro podem se inscrever na nona edição dos Laboratórios de Criação da Escola Porto Iracema das Artes. Um dos modelos formativos basilares da instituição, ele ganha neste ano ações que buscam garantir maior participação de artistas do interior do Ceará e, também, de pessoas autodeclaradas pretas, pardas, indígenas, quilombolas, travestis, transexuais, transgêneros, não binárias e pessoas com deficiência.

Voltados para artistas experientes, os laboratórios serão, assim como na última edição - que teve o início atravessado pelo contexto da pandemia -, realizados de forma híbrida. As aulas estão previstas para se estenderem entre dezembro de 2021 e junho de 2022.

A partir desta edição, as inscrições para os laboratórios serão feitas pelo Mapa Cultural do Ceará, plataforma da Secretaria da Cultura do Estado, tornando necessário ter cadastro prévio no Mapa para participar do atual processo seletivo.

Nos Laboratórios de Dança, Música e Teatro, serão selecionados quatro projetos em cada um. Nos outros, há especificidades. O de Cinema, por exemplo, segue com o formato de seis propostas de roteiros de longa de ficção aprovadas, sendo quatro cearenses, uma na modalidade Nordeste e uma na modalidade Nacional.

Já o Laboratório de Artes Visuais segue o modelo que foi adotado pela primeira vez em 2019. Nele, 30 artistas são selecionados para uma etapa nomeada como "Temporada Formativa", que traz módulos mensais ao longo de sete meses. Ao final do processo, quatro projetos serão escolhidos para a "Temporada Investigativa". Na primeira etapa, a Escola irá garantir para estudantes do interior o deslocamento, hospedagem e auxílio-alimentação em eventuais atividades presenciais.

O processo seletivo se dará em três etapas, sendo elas a de Análise de Documentos, Avaliação Técnica e Avaliação Final. A primeira se refere aos documentos apresentados na inscrição. Na segunda, uma comissão de especialistas de cada área irão avaliar os projetos a partir de diferentes critérios.

Finalmente, a fase final contará com entrevistas com proponentes que tiveram aprovação nas fases anteriores, além de especificidades para cada linguagem - como a previsão de uma audição pública no caso do Laboratório de Música, por exemplo. O resultado final está previsto para 3 de dezembro deste ano. O programa formativo seguirá ofertando bolsa para integrantes dos projetos selecionados, no valor de R$ 1 mil.

Entre as ações afirmativas promovidas nesta edição, haverá no mínimo 50% de vagas voltadas a projetos do Ceará para pessoas com deficiência e autodeclaradas pretas, pardas, indígenas, quilombolas, travestis, transexuais, transgêneros ou não binárias. Há, ainda, a disposição que prevê para os Laboratórios de Artes Visuais, Dança, Música e Teatro que metade das vagas seja preenchida por projetos do interior do Estado. Já no de Cinema, estes recebem bônus de pontuação na segunda e terceira etapas seletivas.

Inscrições

Quando: 23 de agosto até às 23h59min do dia 20 de setembro de 2021
Onde: Mapa Cultural do Ceará
Gratuito

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Conversas entre travestis atrizes

00:30 | Ago. 26, 2021
Autor
Tipo Notícia

Quando: toda sexta, a partir de 27 de agosto, sempre às 20 horas

Onde: @noabonoba

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Projeto no Instagram promove trocas entre travestis atrizes

série de conversas
00:30 | Ago. 26, 2021
Autor João Gabriel Tréz
Foto do autor
João Gabriel Tréz Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Na intenção de promover o compartilhamento de histórias, estratégias e experiências de permanência no campo do audiovisual, a artista multilinguagem Noá Bonoba realiza a partir da sexta, 27, uma série de conversas com travestis atrizes cearenses no Instagram, sempre a partir das 20 horas. Participam do projeto as artistas Isabella Pereira, Muriel Cruz Phelipe, Georgia Vitrillis, Ellícia Maria e Yara Canta, que têm atuação em linguagens diversas além do audiovisual.

Noá, como as convidadas, também atua em frentes diferentes, sendo atriz, roteirista e diretora em cinema e teatro. Atualmente, ela é, ainda, doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFC e empreende pesquisa sobre travestilidade e transgeneridade no cinema.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por noa (@noabonoba)

"Existe um interesse atual, muito por conta da minha pesquisa, em entender e reformular esse mercado do audiovisual", aponta Noá. A pesquisadora decidiu promover o projeto para ressaltar que é "muito importante não ficar sozinha", uma vez que em projetos de cinema, na maioria das vezes, pessoas trans e travestis acabam compondo equipes majoritariamente de pessoas cisgêneros.

"Tenho tentado criar redes de fortalecimento e ajuda mútua, como uma maneira de permanecer saudável nos espaços", divide. "Somos às vezes as únicas pessoas trans nesses lugares. Corpos dissidentes ficam muito sozinhos nessas experiências. É importante criar redes de fortalecimento entre nós e poder conversar sobre questões que são caras e importantes para a gente", defende Noá.

"É um projeto principalmente sobre a criação de um momento e um espaço onde a gente possa falar sobre nós e nossos desejos dentro do mercado audiovisual, sobre o que é ser atriz travesti nele, sobre o que a gente quiser, nossos futuros. Quais personagens a gente quer interpretar? Quais narrativas a gente tá afim de viver? Que tipo de ficções precisam ser inventadas pra abarcar nossos desejos?", desvela.

Para além da conversa, o projeto vem, também, na intenção de promover ações pela entrada e permanência de pessoas trans e travestis no mercado. "Estou querendo trazer esses saberes a uma dimensão coletiva que operacionalize mudança, movimento, trabalho. Isso é o mais importante", reforça. 

Confira o calendário completo

27/8 - Conversa com Isabella Pereira

Isabella Pereira é uma artista multilinguagem que é atriz, performer, DJ e estilista (Foto: Pyetra Salles / divulgação)
Foto: Pyetra Salles / divulgação Isabella Pereira é uma artista multilinguagem que é atriz, performer, DJ e estilista

3/9 - Conversa com Muriel Cruz Phelipe

A artista cearense Mumu, que lançou o EP (Foto: Ykaro Andrade / Divulgação)
Foto: Ykaro Andrade / Divulgação A artista cearense Mumu, que lançou o EP

10/9 - Conversa com Georgia Vitrilis

Artista translinguagens e arte-educadora, Georgia Vitrilis tem experiências em teatro, cinema e performance. Na foto, a atriz no espetáculo 'Contranatura' (Foto: Luiz Alves / divulgação)
Foto: Luiz Alves / divulgação Artista translinguagens e arte-educadora, Georgia Vitrilis tem experiências em teatro, cinema e performance. Na foto, a atriz no espetáculo 'Contranatura'
 

17/9 - Conversa com Ellícia Maria

Ellícia Maria é uma artista multidisciplinar, com atuações como atriz, performer, produtora. Na foto, série fotográfica 'Firmamento'(Foto: divulgação)
Foto: divulgação Ellícia Maria é uma artista multidisciplinar, com atuações como atriz, performer, produtora. Na foto, série fotográfica 'Firmamento'

24/9 - Conversa com Yara Canta

Yara Canta é atriz formada pelo Curso de Princípios Básicos de Teatro, promovido pelo Theatro José de Alencar
Foto: Linga Acácio / divulgação
Yara Canta é atriz formada pelo Curso de Princípios Básicos de Teatro, promovido pelo Theatro José de Alencar

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

ONG Beatos abre inscrições para seminário online gratuito sobre tradição oral

EDUCAÇÃO
21:05 | Ago. 24, 2021
Autor Lara Vieira
Foto do autor
Lara Vieira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A ONG Beatos está com inscrições abertas para o Seminário “Tradição Oral - Percursos da Ancestralidade e Sequência Geracional”. O evento online será entre o dias 26 e 28 de agosto, a partir das 16 horas, com transmissão ao vivo pela plataforma Zoom. Segundo a ONG, o seminário abordará métodos de educação, participação e encantamento do social, para valorizar a expressão da palavra, da memória, da história, das cantigas, das danças e dos rituais de tradição oral. As inscrições são gratuitas e estarão abertas até esta quarta-feira, 25, um dia antes do eventos, por meio do portal da organização.

O seminário faz parte da programação do projeto "Educação Gaia Cariri", que teve início no dia 9 de agosto e prossegue até o dia 3 de setembro. O objetivo é divulgar o Programa de Fortalecimento do Centro de Referência Arte e Cultura para Região do Cariri Cearense. Desta forma, a organização busca promover o envolvimento, o compromisso e a participação das comunidades cearenses no manejo do uso humano da arte, cultura e natureza.

Serviço

Clique aqui para fazer a inscrição

Confira a programação do Seminário "Tradição Oral - Percursos da Ancestralidade e Sequência Geracional”:

Dia 26 - 16h:
Abertura: “A Vida não é Útil” com Ailton Krenak e o Secretário de Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piuba

Dia 27 - 16h:
Mesa: Cultura Popular e Educação. Convidados - Mestra Edite, Mestre Cirilo e Oswald Barroso

Dia 28 - 16h:
Mesa: Repasse das Tradições - Mestre Antonio, Mestre Raimundo e Rosemberg Cariry

Dia 29 - 16h
Mesa: Cultura Popular e Educação - Mestre Aldenir, Zulene Galdino e Cícera Nunes

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Mostra Ceará Criativo 2021

00:30 | Ago. 24, 2021
Autor
Tipo Notícia

Quando: 26 a 28 de agosto, das 15 às 18h

Onde: mostracearacriativo.com.br ou pelo canal no Youtube da Ikone Digital

Mais informações: @mostracearacriativo Inscrições pelo site

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Mostra Ceará Criativo apresenta vitrine virtual com expositores locais

ARTE
00:30 | Ago. 24, 2021
Autor Lara Montezuma
Foto do autor
Lara Montezuma Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Uma obra de arte traz questionamentos. O que motivou o artista a produzi-la? Quais são os significados por trás da peça? Indagações como estas talvez passem pela cabeça do público que, por vezes, não tem a chance de contatar o autor. Entre os dias 26 e 28 de agosto, inscritos poderão descobrir mais sobre o processo de criação de artistas locais na Mostra Ceará Criativo 2021, uma "vitrine virtual" para mais de 30 pequenos produtores, marcas autorais e empreendedores independentes.

Profissionais das áreas de pintura, escultura, fotografia, cerâmica, mobiliário, arte em madeira e fibra natural se reúnem em espaço compartilhado dentro do Museu da Fotografia. Eles irão expor suas peças, apresentar técnicas e os diferenciais dos produtos em uma transmissão ao vivo. A audiência terá a oportunidade de entrar em contato com o canal de cada participante por meio de um QR Code disposto na tela, onde estarão disponíveis fotos e características dos itens, contatos e links dos e-commerce.

A curadoria é feita pelo arquiteto Germano Albuquerque, especialista em eventos. "Todos os segmentos que estamos trazendo têm ligação com a arquitetura. Isso é uma busca por raízes, por origem", destaca. A seleção dos expositores foi feita com uma troca entre os colegas e profissionais das áreas. "Muitos desses artistas que estão participando indicaram outros. Eu fiz uma busca deles, conhecendo as histórias, cada uma mais interessante que a outra. Dentro dessa conversa a formatação da Mostra está vinculada", articula.

"Na conversa com eles, próximos às suas obras, descobrimos as trajetórias, os encantos", descreve Germano. Para trazer sonoridade ao ambiente, cantores como Marcos Lessa, Nonato Lima e Luciano Raulino farão apresentações musicais nos intervalos dos três blocos. O curador ainda frisa que o repertório é composto por diversos estilos de produtos e por peças, em sua maioria, artesanais e feitas à mão, já características do seu trabalho.

Obras de Leonardo Ferreira integram a área de mobiliário
Obras de Leonardo Ferreira integram a área de mobiliário (Foto: Divulgação)

A produção da Mostra é feita por Micheline Camarço, diretora da Ikone Digital, ao lado de Roberta Cavalcante. Ela informa que a iniciativa está gerando boa repercussão entre o meio e aponta que, apesar desta ser a primeira edição, há indicativos de futuras reproduções. "Nosso projeto é, no próximo ano, conseguir fazer presencial, um evento híbrido, e interiorizar a Mostra com artistas de outras cidades. Nosso Estado tem uma riqueza muito grande, está no DNA da nossa cultura", comenta Micheline.

Esta primeira oportunidade é uma maneira de promover a "arte criativa de gente cearense", de acordo com o arquiteto, urbanista e artista plástico Totonho Laprovitera. Pelos anos de experiência, Totonho também indicou alguns colegas para a participação na exposição. "Para esse desafio, considerei a cearensidade em suas expressões universais. Agora, diante do grande número de talentosos artistas daqui do Ceará, é muito complicado indicar poucos", afirma.

A sua seleção de peças para a exposição envolve pinturas das últimas séries, mas o artista deixa em aberto para possíveis surpresas ao vivo. "A minha escolha será pelas obras que possam causar bons sentimentos às pessoas", indica. Já a ceramista Ivana Moreira menciona que o evento traz visibilidade em épocas necessárias para a classe. "Eu não quis perder essa oportunidade de estar no meio de pessoas que são inspiração para mim. A proposta de bater um papo, falar um pouco do meu trabalho, a questão do networkig, me atraiu demais", explica.

Atualmente, a empreendedora foca o seu trabalho em cerâmicas, joias e utilitários de mesa posta. Na Mostra Ceará Criativo, ela irá disponibilizar duas coleções com, aproximadamente, dez itens. "É o que eu tenho de mais recente e as peças marcam uma nova fase na minha carreira, quando eu consegui investir em um forno cerâmico. Elas celebram essa fase de autonomia", adianta. A exposição é gratuita e também terá outros variados nomes das artes cearenses, como Andrea Dall´Ólio, Carlos Lebran, Denise Saboia e Leonardo Ferreira.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags