PUBLICIDADE
Vida & Arte
Noticia

K-Expo 2021: Festival de cultura coreana reúne shows, concursos e tours

O K-Expo 2021 começa nesta quinta-feira, 29 de julho, em formato on-line. O evento traz o grupo feminino sul-coreano BlackSwan, cursos, tours pela Coreia do Sul e desfile de hanbok

17:09 | 27/07/2021
Blackswan é um grupo de k-pop que conta com Leia, uma integrante brasileira (Foto: Divulgação)
Blackswan é um grupo de k-pop que conta com Leia, uma integrante brasileira (Foto: Divulgação)

Talvez fosse difícil citar referências culturais da Coreia do Sul até alguns anos atrás. Em um mercado de entretenimento dominado pelas produções estadunidenses e de língua inglesa, o país parecia longe demais para o Ocidente. Agora, é possível lembrar de várias nomes sem pensar por muito tempo. No cinema, há Bong Joon-ho com “Parasita”.

Na literatura, há Min Jin Lee com “Pachinko”. Na música, a indústria k-pop se tornou a maior porta de entrada para o consumo da cultura: há BTS, Blackpink, Girl’s Generation, Exo, Twice e centenas de outros grupos. A partir desta internacionalização, eventos que disseminam e celebram a cultura da Coreia do Sul acontecem em território brasileiro. Um deles é o “K-Expo 2021”, que começa nesta quinta-feira, 29 de julho.

O festival será em formato on-line pelo segundo ano consecutivo em respeito às medidas de distanciamento social impostas pela pandemia do coronavírus. Entre cursos, tours virtuais, desfiles, conversas e shows, um dos principais destaques é o encontro com a banda BlackSwan. Composta por quatro integrantes, uma delas é a brasileira Leia, que tem ascendência japonesa. Nascida em Curitiba, ela é a primeira representante feminina do Brasil na música coreana.

Leia também | Doramas: um mergulho na febre dos dramas asiáticos

“Durante um tempo, o K-pop foi considerado apenas uma moda, mas, com a visibilidade de integrantes não coreanos nos grupos fazendo suas estreias, percebemos que, neste momento, não se trata mais apenas de uma trend geolocalizada na Coreia do Sul, agora o mundo é o palco desse gênero musical, que está cada vez mais alcançando o público em massa e ganhando sua influência internacional”, comenta o organizador In Sung Park.

Assim como Leia, Victor Han também marca presença com um show no domingo, 1º. O paulista era o baterista do grupo de rock “About U”, com o qual gravou discos como “Candy Addicted”, “Sunrise Bird” e “Where I Am”. No momento, ele detém o canal no Youtube “Victor the Drum Destroyer”, que conta com quase de 500 mil inscritos.

“O K-pop foi, com certeza, uma porta de entrada para os brasileiros conhecerem um pouco mais sobre a cultura sul-coreana, mas hoje, através dos livros, filmes, dramas, arte, etc., o repertório cultural e ascensão do entendimento sobre a cultura coreana se difundiram no Brasil, aproximando esses países que se localizam nos extremos um dos outros”, afirma Park.

Leia também | Top 3 Literatura: livros para conhecer a nova literatura sul-coreana

Além disso, haverá oficinas sobre a língua e a caligrafia do país. Também serão apresentados alguns pontos turísticos, como o Gwangjang, mercado de rua de Seul, com o objetivo de dar dicas para as pessoas que desejam fazer turismo. Outro conteúdo que será exibido é o desfile de hanbok, traje tradicional da Coreia do Sul, que contará com peças exclusivas da estilista Kim Hyesoon.

“Neste ano, pensamos com mais cuidado nas atrações e na variedade para apresentarmos de forma mais coesa sobre a cultura coreana para o público em geral, que ainda não conhece muito sobre o país, assim como um conteúdo para a família, que pode aproveitar para assistir uma programação diferente”, explica o organizador.

O K-Expo 2021 ocorrerá até domingo, 1º de agosto, no canal do Youtube do Centro Cultural Coreano no Brasil. O espaço, que tem por objetivo apoiar o intercâmbio entre os dois países e disseminar a cultura coreana em território brasileiro, promove o evento há cinco edições.

Leia também | Disney Plus: Veja os lançamentos de filmes e séries em agosto

 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 

A post shared by Centro Cultural Coreano Brasil (@kccbrazil)

“O Centro Cultural Coreano foi fundado em 2013, quando comemoramos 50 anos da imigração coreana no Brasil, e vem funcionando como uma ponte que possibilita o intercâmbio cultural entre Brasil e Coreia, realizando diversas programações culturais para melhorar o entendimento e o discernimento sobre a Coreia para os brasileiros”, afirma.

Para In Sung Park, esse relacionamento tende a se estreitar em um futuro próximo, principalmente, com a força do Hallyu. A também denominada “onda coreana” se refere à popularização da cultura sul-coreana em outras regiões.

“A onda coreana vem crescendo como uma febre mundial e a demanda sobre o curso de língua coreana está cada vez maior. Com o crescimento de influências positivas e intercâmbios culturais, vemos muito mais interesse em outros segmentos da cultura coreana que não é apenas na música. Hoje, já podemos notar uma intensa fortificação das relações bilaterais na área cultural futuramente”, avalia.

Leia também | Fadinhas e Kelvins da ficção: filmes e séries para quem ama skate

Programação completa

Quinta-feira, 29
18 horas - Abertura
18h30min - Fanmeeting com o grupo BlackSwan
19h30min - 9ª edição do concurso de K-Pop "Desafie"
20h30min - Encerramento

Sexta-feira, 30
18 horas - Língua Coreana
19 horas - Caligrafia Coreana
20 horas - Partiu Coreia!: Turismo Virtual

Sábado, 31
15h30min - Abertura
16 horas - Tour pela Coreia: Mercado de Gwangjang
16h30min - Concerto Gayageum
17 horas - Talk show sobre casais coreanos com brasileiros
18 horas - Desfile de Hanbok

Domingo, 1º
15h30min - Abertura
16 horas - Tour Virtual: Academia de Taekwondo
17 horas - Drama
18 horas - Jogo de Kimchi
19 horas - Premiação Concurso de K-pop
19h30min - Show do Victor Han

K-Expo 2021
Quando: de quinta-feira, 29, a domingo, 1º
Onde: Youtube do Centro Cultural Coreano no Brasil
Mais informações: brazil.korean-culture.org ou Instagram @kccbrazil

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.