PUBLICIDADE
Vida & Arte
NOTÍCIA

Filme do cearense Karim Aïnouz é aplaudido por 15 minutos em Cannes

Cineasta criticou em discurso a condução da pandemia no Brasil

22:12 | 09/07/2021
Karim Aïnouz retorna ao Festival de Cannes em 2021 com novo documentário. Na foto, o cineasta em apresentação do longa "A Vida Invisível" no mesmo evento, em 2019 (Foto: LOIC VENANCE / AFP)
Karim Aïnouz retorna ao Festival de Cannes em 2021 com novo documentário. Na foto, o cineasta em apresentação do longa "A Vida Invisível" no mesmo evento, em 2019 (Foto: LOIC VENANCE / AFP)

O cineasta cearense Karim Aïnouz, que pela quarta vez participa do Festival de Cannes, apresentou em sessão especial do festival seu longa "Marinheiro das Montanhas", nesta sexta-feira, 9. A aceitação do público ao filme ultrapassou as expectativas e a obra foi aplaudida durante cerca de 15 minutos.

Ao fim, um Karim emocionado fez um discurso. “Não posso deixar de lembrar que, enquanto estou aqui celebrando com vocês, milhares de brasileiros estão morrendo por absoluto descaso desse governo fascista na condução da pandemia", criticou.

+Leia mais: Com novo filme do cearense Karim Aïnouz, Festival de Cannes anuncia seleção de 2021

"A democracia brasileira respira por aparelhos, parece que falar do Brasil de hoje é falar de um ente querido que está entre a vida e a morte. O mundo precisa agir urgentemente para frear esse governo cuja maior especialidade é destruir e matar deliberadamente. Hoje, o cinema brasileiro e sua imensa cadeia produtiva enfrentam o desafio de sobreviver nesse cenário”, asseverou o cineasta, ao que se seguiram mais aplausos.

Em "Marinheiro das Montanhas", Karim revisita suas origens a partir de um resgate da relação amorosa entre seus pais, uma brasileira e um argelino.

+ Leia mais: Estreia em inglês de Karim Aïnouz terá Michelle Williams como protagonista

Assista ao trailer de "Marinheiro das Montanhas"