Participamos do

Vencedor do Eurovision, cantor fará teste de detecção de drogas

Damiano David negou as acusações que surgiram após serem divulgadas imagens dele inclinado sobre uma mesa durante o evento
16:21 | Mai. 24, 2021
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O cantor Damiano David, estrela do grupo de rock italiano Maneskin, que venceu o Festival da Canção de Eurovision realizado em Roterdam, será submetido a um teste voluntário antidrogas depois de negar as acusações de que estava inalando cocaína durante a transmissão, disseram os organizadores neste domingo, 23. Damiano David fará o teste na Itália, informaram.

Um vídeo que viralizou na internet mostrava Damiano David inclinado sobre uma mesa no Salão Verde, a área reservada aos artistas durante o festival. "Estamos cientes das especulações em torno do vídeo dos vencedores italianos do Festival da Canção de Eurovision", disse a União Europeia de Radiodifusão (UER) em um comunicado.

Leia Também | Brasileiros apostam em shows internacionais para voltar aos palcos

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"O grupo negou energicamente as acusações de uso de drogas e o cantor em questão fará um teste voluntário de drogas ao chegar em seu país. Isso foi solicitado por eles à noite, mas não pôde ser organizado imediatamente pela UER", acrescentou o comunicado.

Durante a coletiva de imprensa deste domingo, o cantor do Maneskin negou que tivesse consumido drogas e esclareceu que estava olhando para baixo porque o guitarrista Thomas Raggi havia quebrado um vidro.

A banda Maneskin com o troféu do Eurovision 2021
A banda Maneskin com o troféu do Eurovision 2021 (Foto: Divulgação)

"Eu não consumo droga. Por favor, meninos. Não digam isso, nada de cocaína", disse em coletiva de imprensa, depois da final. Mais tarde, a banda disse no Instagram que estava "pronta para fazer o teste, porque não temos nada a esconder".

"Estamos realmente chocados com o que algumas pessoas estão dizendo sobre Damiano consumindo drogas. Realmente somos contra as drogas e nunca consumimos cocaína", afirmaram.

Leia Também | Confira o que chega ao catálogo da Netflix em junho

A UER disse que a inspeção do local apoia o relato de David sobre o vidro quebrado. "O grupo, sua gerência e o chefe da delegação nos informaram que não havia drogas presentes no Salão Verde e explicaram que um vaso quebrou em sua mesa e o cantor estava limpando-o", afirmaram em um comunicado.

Questionado se a Itália deve ser sancionada em caso de resultado positivo do teste de Damiano David, o ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, respondeu à radio RTL que "corresponde à comissão de ética da Eurovision decidir se existe um problema". Mas acrescentou: "O Eurovisión tem a responsabilidade da honra deste concurso".

"O 'rock and roll' nunca morre"

Barbara Pravi, frequentemente comparada a Edith Piaf, foi outro destaque do Eurovision 2021
Barbara Pravi, frequentemente comparada a Edith Piaf, foi outro destaque do Eurovision 2021 (Foto: Divulgação)

O Maneskin triunfou com um total de 524 pontos, superando os representantes da França e Suíça, que ocuparam o segundo e terceiro lugar respectivamente. A banda conquistou na Holanda um público muito restrito após um ano de pausa pela pandemia.

Com "Voila", uma música sobre a autoafirmação e um assunto íntimo que espera que lhe sirva de cartão de visita para conquistar uma audiência, a francesa Barbara Pravi, frequentemente comparada com Edith Piaf, ficou em segundo lugar, seguida pela Suíça em terceiro.

Vestidos com couro e transbordando energia, os italianos levaram o primeiro lugar de um espetáculo cheio de brilho e extravagância, que em 2020 foi cancelado pela primeira vez em sua história. "Só queremos dizer a toda Europa, ao mundo inteiro, que o rock and roll nunca morre", afirmou Damiano David, o vocalista da banda italiana, ao receber o troféu.

Leia Também | Um dos vídeos mais virais da internet é vendido por mais R$ 4 milhões em leilão

As condições sanitárias obrigaram o evento, acompanhado todo ano por milhões de espectadores, a se reinventar. "Acreditamos que o evento foi um alívio" para os europeus depois de um ano de pandemia, declarou o grupo italiano em coletiva de imprensa depois da vitória.

"Estamos muito gratos pela oportunidade de fazer parte deste grande evento. Foi realmente incrível", acrescentou. Essa vitória "pode ser uma mensagem de esperança" para a Itália, um dos países europeus mais afetados pela covid-19, disse a baixista Victoria De Angelis.

Milhares de fãs desta competição colorida, que balançam as bandeiras de seus países em frente às câmeras de televisão, não puderam ir à cidade holandesa devido às restrições de viagem impostas para combater a pandemia.

Apenas 3.500 espectadores, que foram submetidos a um teste contra a covid-19, foram autorizados a assistir a semifinal, a final e os seis ensaios gerais. Isso representa apenas 20% da capacidade da sala de espetáculos.

Leia Também | Em homenagem a Lady Gaga, cidade declara dia 23 de maio como "Born This Way Day"

O grupo Måneskin, formado por uma mulher e três homens, proporcionou à Itália sua terceira vitória nesta competição pouco popular entre os artistas que reivindicam a influência das "bandas de rock" tradicionais.

Fiel à tradição, a edição 2021 também traz seu lote de canções explosivas interpretadas por personagens extravagantes, artistas que representam uma minoria ou que querem transmitir uma mensagem ao público. Sob o slogan "Abramos!", a edição de 2021 do Eurovisão foi como um sopro de ar fresco para os habitantes de Rotterdam, apesar da grande sombra da pandemia. (Agência France Press)

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags