PUBLICIDADE
Vida & Arte
Noticia

Zezé Di Camargo e Luciano celebram 30 anos do sucesso de "É O Amor"

Para comemorar, a dupla sertaneja lança em novembro uma série que revisita os principais momentos de sua carreirae tem previsão para realizar um cruzeiro no mesmo mês

16:46 | 17/04/2021
Zezé Di Camargo e Luciano comemoram 30 anos da música 'É O Amor' (Foto: Divulgação)
Zezé Di Camargo e Luciano comemoram 30 anos da música 'É O Amor' (Foto: Divulgação)

Seu Francisco de Camargo comprou centenas de fitas cassetes para distribuir em Pirenópolis, no interior de Goiânia, a primeira música de dois de seus filhos. Era um esforço individual, mas fez com que “É o Amor”, cantada por Zezé Di Camargo e Luciano, entrasse pela primeira vez na programação da emissora “Rádio Terra FM”, no dia 19 de abril de 1991.

“Estávamos reunidos na casa que nossos pais moravam em Goiânia quando a música tocou pela primeira vez na rádio. Foi emocionante”, lembra Zezé Di Camargo. Após essa primeira aparição, o pai levou a canção para seus colegas que trabalhavam na construção civil e utilizou dezenas de fichas telefônicas para pedir que outras rádios tocassem a obra.

“Nosso pai começou a missão com as fichas e os seus colegas de trabalho. Ele apostou todas as fichas (literalmente) em nós e no nosso sonho, que era dele também. Foi um dia de muita emoção. A sensação de ouvir na rádio a primeira vez, a segunda, a décima...e por aí vai”, recorda.

Leia também | Roberto Carlos 80 anos: Esses caras sou eu

Logo a obra se tornou um sucesso e teve projeção nacional. A composição, que na época era uma aposta produzida por artistas ainda pouco conhecidos, ganhou espaço entre o gênero do sertanejo.

Virou tão famosa que até hoje muitos brasileiros conseguem entrar no ritmo apenas ao ler a letra: “É o amor/ Que mexe com minha cabeça e me deixa assim/ Que faz eu pensar em você e esquecer de mim/ Que faz eu esquecer que a vida é feita pra viver/ É o amor/ Que veio como um tiro certo no meu coração/ Que derrubou a base forte da minha paixão/ Que fez eu entender que a vida é nada sem você”.

Desde aquele primeiro esforço de seu Francisco, “É o Amor” já acumula mais de 70 regravações, incluindo com intérpretes internacionais. Entre os artistas que tiveram suas próprias versões, estão Bruno e Marrone, Fábio Jr., Maria Bethânia, Vanessa Camargo, Raça Negra, Lucas Lucco e Hebe Camargo.

Leia também | Anitta ganha prêmio de "Melhor Artista Feminina" no Latin AMAs

Nas três décadas de carreira, a dupla acumula 40 milhões de cópias vendidas. Entre CDs, DVDs e EPs, ganharam cinco estatuetas no Grammy Latino, premiação criada em 2000 para destacar os principais músicos latino-americanos da indústria.

Outros sucessos também foram implacados durante os anos, como “Você Vai Ver” (1994), “Sem Medo de Ser Feliz” (1995), “No Dia Em Que Eu Saí De Casa” (1995), “Pra Não Pensar em Você”, “Dois Corações e Uma História” (1998) e “Será Que Foi Saudade?” (1999).

Leonardo considera que a carreira é a concretização de um sonho, que começou com Francisco e também passou para os dois filhos. O patriarca, que era fã da dupla Tonico e Tinoco, almejava que alguns de sua prole se tornassem uma dupla sertaneja mesmo antes do nascimento do primogênito, Zezé Di Camargo. Essa história chegou a ser contada no filme biográfico “2 Filhos de Francisco” (2005), dirigido por Breno Silveira.

Leia também | "Combustão": single do cantor cearense Pelizari marca nova fase na carreira do artista

“É um trabalho de 30 anos feito com muito amor, dedicação e perseverança, que nos rendeu diversas homenagens como filme, musical, cruzeiros, tema em escola de samba do Rio de Janeiro, bonecos de Olinda, livro e um país inteiro cantando em coro nossos hits”, complementa Leonardo.

Celebração de “É O Amor”

Para comemorar as três décadas do lançamento de “É O Amor”, a dupla sertaneja lança uma série de regravações em novembro. Os dois trarão versões inéditas de “Dois Corações e Uma História”, com Thiaguinho, “É o Amor”, com Luan Santana” e “Você Não é Mais Assim”, com Marília Mendonça.

O conteúdo teve suas gravações interrompidas por causa das medidas de isolamento social impostas pela pandemia do coronavírus. Entretanto, algumas parcerias já foram registradas.

Leia também | Rita Lee e Roberto de Carvalho lançam primeira parte de coleção de remixes

Há também a previsão para a realização de um cruzeiro que navegará no Oceano Atlântico. Na viagem, será possível ouvir sucessos dos dois e contará com partipação de Edson e Hudson.

“Já tivemos outras edições do cruzeiro há alguns anos e foi uma delícia ter contato com o público. Estar 24 horas conectado neste universo com ele. Estou feliz e esperançoso que possa acontecer. Será lindo e é uma forma de comemorar a volta deste encontro com os fãs”, afirma Zezé Di Camargo. (Colaboração da repórter Bruna Forte)

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.