PUBLICIDADE
Noticia

"Bacurau" e "A Vida Invisível" lideram indicações no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro; confira lista

Com 32 categorias, o 19º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro será realizado no dia 10 de outubro e será transmitido pela TV Cultura

Lillian Santos
13:41 | 27/08/2020
Filme A Vida Invisível (Foto: DIVULGAÇÃO)
Filme A Vida Invisível (Foto: DIVULGAÇÃO)

Foi divulgada nesta quinta-feira, 27, a lista completa com os finalistas do 19º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Realizado pela Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais e pela Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo, a maior premiação de cinema e audiovisual do País deste ano será realizada no dia 10 de outubro, com cerimônia transmitida pela TV Cultura. Os longas-metragens “Bacurau” e “A Vida Invisível” lideram as indicações do Grande Prêmio.

Dirigido por Kléber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, “Bacurau” é o filme com mais nomeações, entre elas de Melhor Longa-Metragem de Ficção, Melhor Direção, Melhor Roteiro Original, Melhor Trilha Sonora e Melhor Ator para o cearense Silvero Pereira. Ao todo, a produção de 2019 recebeu 15 indicações.

Com direção do cearense Karim Aïnouz, “A Vida Invisível” aparece em seguida, somando 14 indicações. Baseado no livro "A Vida Invisível de Eurídice Gusmão", de Martha Batalha, o longa é finalista na categoria Melhor Roteiro Adaptado, além de Melhor Direção e Melhor Longa-Metragem de Ficção.

Leia maisFilme cearense "Greta" medita sobre solidão e afeto

Outros destaques da premiação são os filmes cearenses “Greta” e “Cine Holliúdy”. Natural do município de Aracati, o diretor Armando Praça foi indicado na categoria Melhor Primeira Direção de Longa-metragem por “Greta”. O filme também recebeu indicações em Melhor Ator, para Marco Nanini, Melhor Montagem Ficção, para Karen Harley, e Melhor Roteiro Adaptado. Lançado em 2019, “Greta” é uma adaptação da peça teatral “Greta Garbo, quem diria, acabou no Irajá”, de Fernando Melo.

Do cearense Halder Gomes, “Cine Holliúdy - A Chibata Sideral” foi indicado nas categorias Melhor Longa-Metragem Comédia e Melhor Ator Coadjuvante para Chico Diaz. Pela série televisiva “Cine Holliúdy”, exibida na Rede Globo, a primeira temporada do seriado é um dos finalistas na categoria Melhor Série Ficção - TV Aberta.

Leia tambémHalder Gomes comenta os desafios de produzir cinema no País

Dividido em 32 categorias, a lista de finalistas do Grande Prêmio de Cinema Brasileiro reúne mais de 200 profissionais, 35 longas-metragens brasileiros, 10 longas estrangeiros, 15 curtas brasileiros e 20 séries.

Confira lista com os indicados ao 19º GP de Cinema Brasileiro:

Melhor Longa-Metragem Ficção

“A Vida Invisível”, de Karim Aïnouz
“Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles
“Divino Amor”, de Gabriel Mascaro
“Hebe - A estrela do Brasil”, de Maurício Farias
“Simonal”, de Leonardo Domingues

Melhor Longa-Metragem Documentário

“Alma Imoral”, de Silvio Tendler
“Amazônia Groove”, de Bruno Murtinho
“Bixa Travesty”, de Claudia Priscilla e Kiko Goifman
“Estou me guardando para quando o carnaval chegar”, de Marcelo Gomes
“O barato de Iacanga”, de Thiago Mattar

Melhor Longa-Metragem Comédia

“Cine Holliúdy - A Chibata Sideral”, de Halder Gomes
“De pernas pro ar 3”, de Julia Rezende
“Eu sou mais eu”, de Pedro Amorim
“Maria do Caritó”, de João Paulo Jabur
“Minha mãe é uma peça 3”, de Susana Garcia
“Socorro, virei uma garota”, de Leandro Neri

Melhor Longa-Metragem Animação

“A cidade dos piratas”, de Otto Guerra
“A princesa de Elymia”, de Silvio Toledo
“Tito e os pássaros”, de Gustavo Steinberg, Gabriel Bitar e André Catoto

Melhor Longa-Metragem Infantil

“Cinderela Pop”, de Bruno Garotti
“Sobre Rodas”, de Mauro D’Addio
“Turma da Mônica - Laços”, de Daniel Rezende

Melhor Direção

Daniel Rezende por “Turma da Mônica – Laços”
Flávia Castro por “Deslembro”
Gabriel Mascaro por “Divino Amor”
Karim Aïnouz por “A Vida Invisível”
Kléber Mendonça Filho e Juliano Dornelles por “Bacurau”

Melhor Primeira Direção de Longa-Metragem

Alexandre Moratto por “Sócrates”
Armando Praça por “Greta”
Cláudia Castro por “Ela Disse, Ele Disse”
Dennison Ramalho por “Morto Não Fala”
Leonardo Domingues por “Simonal”

Melhor Atriz

Andrea Beltrão como Hebe Camargo por “Hebe – A Estrela do Brasil”
Bárbara Colen como Tereza por “Bacurau”
Carol Duarte como Eurídice por “A Vida Invisível”
Dira Paes como Joana por “Divino Amor”
Julia Stockler como Guida por “A Vida Invisível”

Melhor Ator

Daniel de Oliveira como Stênio por “Morto Não Fala”
Fabrício Boliveira como Simonal por “Simonal”
Gregório Duvivier como Antenor por “A Vida Invisível”
Marco Nanini como Pedro por “Greta”
Silvero Pereira como Lunda por “Bacurau”

Leia também"Não vou mais me negar lugares onde eu possa ser quem quiser", diz Silvero Pereira

Melhor Atriz Coadjuvante

Alli Willow como Kate por“ Bacurau”
Bárbara Santos como Filomena por “A Vida Invisível”
Fernanda Montenegro como Eurídice por “A Vida Invisível”
Karine Telles como Forasteira por “Bacurau”
Sônia Braga como Domingas por “Bacurau”

Melhor Ator Coadjuvante

Antonio Saboia como Forasteiro por “Bacurau”
Caco Ciocler como Santana por “Simonal”
Chico Diaz como Veí Gois por “Cine Holliúdy – A Chibata Sideral”
Flávio BauraquiI como Detetive Macedo por “A Vida Invisível”
Júlio Machado como Danilo por “Divino Amor”

Melhor Direção de Fotografia

Azul Serra por “A Turma da Mônica – Laços”
Bárbara Alvazez por “A Sombra do Pai”
Hélène Louvart por “A Vida Invisível”
Heloisa Passos por “Deslembro”
Nonato Estrela por “Kardec”
Pedro Sotero por “Bacurau”

Leia também | "Turma da Mônica - Laços": Concretização do encanto

Melhor Roteiro Original

Beatriz Seigner por “Los Silencios”
Carolina Kotscho por “Hebe – A Estrela do Brasil”
Flavia Castro por “Deslembro”
Gabriel Mascaro, Rachel Ellis, Esdras Bezerra e Lucas Paraizo por “Divino Amor”
Kléber Mendonça Filho e Juliano Dornelles por “Bacurau”

Melhor Roteiro Adaptado

Armando Praça – adaptado da peça teatral “Greta Garbo, quem diria, acabou no Irajá”, de Fernando Melo – por “Greta”
L.G. Bayão, Lui Farias e Letícia Mey – adaptado da obra “Minha Fama de Mau”, de Erasmo Carlos – por “Minha Fama de Mau”
Marçal Aquino, Fernando Bonassi, Dennison Ramalho e Marcelo Starobinas – adaptado do livro “Carcereiros”, de Drauzio Varella – por “Carcereiros - O Filme”
Murilo Hauser, Karim Aïnouz e Inés Bortagaray – baseado no livro "A Vida Invisível de Eurídice Gusmão", de Martha Batalha – por “A Vida Invisível”
Silvio Tendler e Nilton Bonder – adaptado da obra “A Alma Imoral”, de Nilton Bonder – por “Alma Imoral”
Thiago Dottori – baseado na obra “A Turma da Mônica”, de Mauricio de Sousa e inspirado na graphic novel "Laços", de Victor Cafaggi e Lu Cafaggi – por “Turma da Mônica – Laços”

Clique aqui para conferir a listagem completa de indicados

Ouça o Podcast Vida&Arte