Participamos do

Elétrico mais barato do Brasil custa R$ 143 mil e é um Renault Kwid

O compacto Renault Kwid E-TECH Electric possui autonomia de 265 km em ciclo misto e 298 km em ciclo urbano. Veja tudo sobre o carro elétrico mais barato do Brasil
19:31 | Abr. 14, 2022
Autor Jocélio leal
Foto do autor
Jocélio leal Editor-chefe dos núcleos de Economia e Negócios (Veículos, Imóveis e Empregos&Carreiras)
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Renault apresentou Kwid E-TECH Electric, o veículo elétrico mais barato do Brasil, em única versão, com preço sugerido de R$ 142.990. O preço o aproxima de SUVs de motor flex de maior porte. É necessário um sinal de R$ 999. O carro será entregue para venda ou assinatura a partir de agosto.

A fabricante diz que para uma aceleração de 0 aos 50 km/h são necessários 4,1 segundos. Também declara o melhor índice de eficiência energética, de 0,44 MJ/km, entre todos os elétricos do Brasil, de acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro (tabela publicada em 10 de fevereiro de 2022).

A autonomia é de 298 quilômetros no uso urbano, segundo a norma SAE J1634, utilizada pelo Inmetro. Os quase 300 km atendem ao uso médio nas grandes cidades.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O peso do carro é de 977 kg. Traduzindo em valores: pelas contas da Renault, considerando R$ 7,30 o preço médio da gasolina e o valor médio de 1kWh a R$ 0,66, o custo de um quilômetro rodado do Kwid E-TECH é de R$ 0,06.

Quanto ao carregamento da bateria - cuja capacidade é de 26,8 kWh - este pode ser carregado até em uma tomada doméstica 20A aterrada.

Completo, o Kwid E-TECH traz seis airbags, controle eletrônico de estabilidade (ESP), freios ABS com BAS (Braking Assist System), assistente de partida em rampa (HSA), câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, sistema multimídia Media Evolution e direção elétrica, entre outros itens de segurança e conforto.

O Kwid E-TECH faz parte de um projeto global com a participação da Engenharia da Renault Latam.
O modelo também estará disponível no Renault on Demand, o serviço de assinatura da marca para o mercado brasileiro. Todos os planos incluem os serviços de revisões preventivas, gestão de documentos e taxas relacionadas ao veículo como IPVA e licenciamento, além de seguro.

Em tempo: o Kwid foi lançado há cinco anos com um discurso controverso. A Renault o apresentou como o SUV dos compactos. Alegou a distância do carro ao solo. Em janeiro, o Kwid chegou à linha 2023 com ligeiras mudanças no design e tecnologia, como luzes de circulação diurna (DRL) em LED em todas as versões, sistema Start&Stop, controle de estabilidade (ESP), assistente de partida em rampas (HSA), entre outros itens.

Renault Kwid E-TECH Electric: anotações sobre o carro elétrico mais barato do Brasil

  • A motorização 100% elétrica de 48 kW (equivalente a 65 cv) é associada a uma bateria de 26,8 kWh.
  • Como todo elétrico, não há ruído e não existe necessidade de troca de marchas.
  • Durante o uso não há emissão de poluentes ou CO2.
  • A autonomia é de 265 km em ciclo misto e 298 km em ciclo urbano, segundo a norma SAE J1634 utilizada pelo Inmetro.
  • A frenagem regenerativa permanente recupera energia a cada vez que se deixa de exercer pressão sobre o pedal do acelerador e, também, quando freia. Por isso, no uso urbano rende mais.
  • A autonomia da bateria pode ser otimizada por meio do modo de condução ECO acionado por meiop de um botão no console central. Este modo limita a potência de 33 kW (em vez de 48kW), velocidade máxima a 100 km/h e torna a frenagem regenerativa mais atuante.
  • O Kwid E-TECH é recarregado por meio de um conector localizado atrás da grade frontal, na altura do logo. O destravamento do compartimento de recarga é feito por meio de um comando localizado internamente, sob o volante.
  • A recarga pode ser feita em tomada comum, em Wallbox de corrente alternada (AC) de 7 kW e em carregadores de corrente contínua (DC).
  • Por exemplo, para carregar dos 15% até 80% da carga da bateria em DC são necessários 40 minutos, em um Wallbox de 7kW são 2h54 e em uma tomada doméstica de 220 volts são 8h57.
  • Enquanto o Kwid E-TECH está carregando, o painel de bordo exibe o indicador de recarga e também mostra a autonomia disponível em quilômetros com o nível de carga atual.
  • A alavanca de marchas é substituída por um comando rotativo cromado, com simples utilização em três posições: D (drive/marcha à frente), N (neutro/ponto morto) e R (ré).
  • Os itens de série incluem a direção 100% elétrica com assistência variável, ar-condicionado, travamento centralizado das portas por botão, vidros elétricos dianteiros e traseiros, ajuste de altura dos faróis, limitador de velocidade (com acionamento no volante), sistema multimídia Media Evolution e regulagem elétrica dos retrovisores.
  • O sistema multimídia Media Evolution oferece uma tela touchscreen de 7”, espelhamento de smartphone compatível com Apple CarPlay e Android Auto, Bluetooth, entradas USB e AUX.- O volante traz o botão “push to talk”, que aciona o comando para reconhecimento de voz (via smartphone), permitindo ativar e comandar o assistente iOS ou Google do smartphone.
  • O veículo estreia uma nova cor de carroceria, verde Noronha, exclusiva do modelo, e também estará disponível em branco Glacier Polar e prata Diamond.

Renault Kwid E-TECH Electric: Carro por assinatura

A opção de assinatura com o Renault on Demand, é oferecida nos planos de 12, 24, 36 ou 48 meses. No momento da adesão, o cliente também pode escolher os planos de quilometragem, com opções de 1.000, 2.000 e 3.000 quilômetros mensais. A contratação pode ser feita 100% on-line clicando aqui.

Por exemplo, no plano padrão de 48 meses com 1.000 quilômetros por mês, a mensalidade do Kwid E-TECH é de R$ 3.339. Esse valor pode ser reduzido para R$ 2.999, caso o cliente opte por fazer um primeiro pagamento de R$ 9.990.

É necessário um sinal de R$ 999. O carro será entregue a partir de agosto.

A traseira é marcada por um para-choque que traz elementos como protetor (skid plate) pintado na cor prata e refletores integrados
A traseira é marcada por um para-choque que traz elementos como protetor (skid plate) pintado na cor prata e refletores integrados (Foto: DIVULGAÇÃO )

O modelo tem o sistema AVAS (Acoustic Vehicle Alert System) que emite um sinal sonoro de alerta aos pedestres até o veículo atingir 30 km/h, velocidade comum em áreas urbanas
O modelo tem o sistema AVAS (Acoustic Vehicle Alert System) que emite um sinal sonoro de alerta aos pedestres até o veículo atingir 30 km/h, velocidade comum em áreas urbanas (Foto: DIVULGAÇÃO)

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar
1