PT nacional deve confirmar apoio a Roberto Pessoa em Maracanaú

A perspectiva é de que a direção nacional do partido chancele a posição do PT local a favor da reeleição

A direção nacional do PT deve aprovar apoio do partido à reeleição do prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (União Brasil).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

De acordo com o líder do governo Lula na Câmara, deputado federal José Guimarães, a tendência é de que a instância máxima do partido endosse a posição já assumida pelas executivas local e estadual do PT.

Em ambas, a tese favorável à recondução do gestor da cidade na Região Metropolitana foi majoritária. Segundo Guimarães, que é vice-presidente do PT, esse deve ser o entendimento também da executiva nacional.

Não há ainda, porém, data para que o assunto seja debatido em reunião da nacional, embora a previsão seja de que uma resposta definitiva não passará da semana que vem.

Caso a hipótese se confirme, o PT abriria mão formalmente de ter candidato próprio no Município. O deputado estadual Júlio Cesar Filho quer concorrer.

Preterido em favor de Pessoa, o parlamentar recorreu à direção partidária para tentar reverter a resolução do PT local, que, em reunião tumultuada, encaminhou aval para que a legenda participe da campanha do prefeito.

Atualmente, as lideranças da agremiação petista se dividem em Maracanaú, com parte delas advogando que o PT de fato encampe o nome de Pessoa como candidato à reeleição e parte postulando que o partido tenha nome para a disputa.

Nessa queda de braço, contudo, o lado majoritário tem sido o que entende que, estrategicamente, Pessoa pode ser um personagem importante para a reeleição do governador Elmano de Freitas em 2026.

O chefe do Executivo municipal mantém, aliás, boa relação com o Abolição, já tendo sido recebido em agendas com Elmano para tratar de temas de interesse da administração da cidade.

Do mesmo partido de Capitão Wagner, que faz oposição ao grupo de Camilo Santana e Cid Gomes, o prefeito abrigou o ex-deputado federal na gestão — por um ano, Wagner foi secretário da Saúde de Maracanaú, de onde saiu no início de fevereiro passado para se dedicar à pré-candidatura ao Paço.

Adversário de Pessoa, o deputado Júlio César não aceita, todavia, que o PT abrace a candidatura de um nome do União Brasil, legenda que está na base de Lula, ao menos em tese. Detentor de três ministérios, o União tem ajudado a impor derrotas ao presidente da República em votações importantes no Congresso.

Mesmo com essas ressalvas nacionais, os interesses da sigla de Elmano e de Guimarães no Ceará devem se sobrepor à disposição do deputado estadual em concorrer à Prefeitura.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

PT

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar