Participamos do

Bolsonaro fala em "ditadura das canetas" e promete: "Em alguns dias, vai acontecer algo que vai nos salvar"

A menção a uma possível "ditadura das canetas" é uma referência ao Supremo Tribunal Federal (STF)
11:39 | Fev. 11, 2022
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em conversa com apoiadores nesta quinta-feira, 10, o presidente Jair Bolsonaro (PL) retomou discursos sobre ditadura e disse que “algo” irá acontecer nos próximos dias para “salvar” o Brasil’. Em seu pronunciamento, o chefe do Planalto falou sobre os regimes impostos em Cuba e na Venezuela.

“Qual a diferença de uma ditadura que vem pelas armas, como é em Cuba e Venezuela, e a ditadura que vem pelas canetas? Nenhuma. Vocês sabem o que está acontecendo no Brasil. Acredito em Deus e nos próximos dias vai acontecer algo que vai nos salvar no Brasil. Tenham certeza disso”, disse.

A menção a uma possível “ditadura das canetas” é uma referência ao Supremo Tribunal Federal (STF). Em outras situações, Bolsonaro fez críticas a “canetadas” de ministros da Corte. Nessa quarta-feira, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) publicou um vídeo fazendo várias críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Eduardo diz que vão dar um “golpe que vai acabar com o Lula”.

“Vocês acham que esse pessoal quer voltar ao poder para que? Jair Bolsonaro ganhando essa eleição, e eu tenho fé em Deus que vai ganhar, a gente vai dar um golpe que vai acabar com o Lula. Vamos jogar ele no lixo da história, onde ele merece”, disse o deputado.

O filho do presidente disse ainda que Lula deu uma “manobra” no Supremo para “conseguir se safar” das condenações porque indicou ministros para o cargo. “Lula conseguiu se safar da cadeia, mas a população vai dizer para ele o seu local certo: o lixo da história de Luiz Inácio Lula da Silva. E ai, eu te digo, não vai ter petismo para ele poder se salvar”, alegou.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente