Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Pesquisa Fortaleza: Sarto tem 49% de aprovação e 45% de desaprovação

Exclusivo: pesquisa do Instituto Opnus mostra divisão na forma como a população de Fortaleza avalia o trabalho do prefeito Sarto após um ano. Resultado ainda é visto como reflexo da polarizada eleição de 2020
13:20 | Dez. 21, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Ao final do primeiro ano como prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT) divide a opinião dos fortalezenses. Ele tem 49% de aprovação e 45% de desaprovação, conforme pesquisa realizada pelo instituto Opnus. Houve ainda 5% dos pesquisados que não souberam ou não quiseram responder. Os números são da pesquisa do Instituto Opnus, feita em parceria com O POVO.

Aprovação de Sarto
Aprovação de Sarto (Foto: PESQUISA OPNUS)

Quando os entrevistados foram questionados sobre a forma como classificam o governo José Sarto até agora, a avaliação que mais se repetiu foi regular, com 42%. Houve ainda 6% que consideram a administração ótima, 18% que afirmam ser boa, 12% que consideram ruim e 18%, péssima. A soma de ótimo e bom é de 24%. Ruim e péssimo somam 30%. Houve 3% que não souberam ou não quiseram responder.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Avaliação do governo Sarto
Avaliação do governo Sarto (Foto: PESQUISA OPNUS)

A pesquisa foi realizada de 4 a 11 de dezembro. Foram feitas entrevistas presenciais domiciliares com 600 pessoas de Fortaleza. A margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

Considerada a margem de erro, há empate técnico entre a aprovação de Sarto, de 49%, e a desaprovação, de 45%.

Sobre a divisão presente na avaliação sobre o prefeito, o diretor executivo do Instituto Opnus, Marciano Girão da Silva, considera que é a continuidade do que se deu na eleição, com segundo turno apertado entre Sarto e o deputado federal Capitão Wagner (Pros). "A eleição foi assim", relembra.

"Sarto está saindo de uma eleição que não necessariamente acabou. Muitos desses personagens da eleição de 2020 estão presentes no debate público. Cada vez mais presentes. A bancada de vereadores de oposição é mais ativa. Isso reflete na opinião pública", acrescenta Pedro Barbosa, responsável técnico pela pesquisa Opnus.

Ele aponta também que a pesquisa é ainda muito influenciada pelo impacto da pandemia. Essa pauta tinha perdido um pouco do peso, mas retornou com força em função da variante Ômicron e o temor de uma nova onda.

 

"Sarto ganhou a eleição, mas a oposição saiu grande também", ressalta Marciano Girão da Silva. Essa, ele explica, é a circunstância que a pesquisa mostra.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar