Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Clima de hostilidade e policiamento reforçado marcam eleição em Missão Velha

O pleito ocorre após a Justiça Eleitoral ter anulado registro de candidatura ou cassado o diploma dos candidatos eleitos em 2020
12:59 | Ago. 01, 2021
Autor - Levi Aguiar
Foto do autor
- Levi Aguiar Autor
Tipo Noticia

Clima de hostilidade e principio de confusão marcam o dia de votação para prefeito e vice-prefeito no município de Missão Velha, no Ceará. A votação das eleições suplementares acontece neste domingo, 1º. O pleito ocorre após a Justiça Eleitoral ter anulado registro de candidatura ou cassado o diploma dos candidatos eleitos em 2020. Com 35.480 habitantes, o município possui 92 seções, distribuídas em 36 locais.

LEIA TAMBÉM | Disputa "pega fogo" em Missão Velha a seis dias das eleições; deputados entram em campanhas

Saiba quem são os candidatos que disputam novas eleições para prefeito no Ceará

Estão na disputa Fitinha (PT), da coligação "Unidos pela vontade do povo" e Dr. Lorim (PDT), da coligação "A Esperança do Povo". Os candidatos receberam apoio de figuras representativas de seus partidos em âmbito nacional. O ex-presidente Lula (PT) gravou um vídeo em apoio à Fitinha. Já o Dr. Lorim, teve o apoio registrado do presidenciável e cearense Ciro Gomes (PDT).

Ao se encaminhar para local de votação, a professora Socorro Gomes conta que, apesar de a cidade seguir em clima de rivalidade, a situação atual é bem mais tranquila que a da eleição anterior: "Ano passado, a essa hora, a confusão já estava no meio do mundo. Hoje tem muita polícia, o pessoal dispersa rápido".

Conforme o chefe do cartório de Missão Velha, o analista judiciário Wellington Nogueira, normalmente, a cidade recebe nas eleições cerca de 20 policiais militares para o patrulhamento nas zonas eleitorais. Para a eleição deste domingo, foi mobilizado efetivo sete vezes maior, com 120 policiais militares, 10 policiais civis e dez agentes da polícia federal.

O coordenador da disputa em Missão Velha, o juiz eleitoral Djalma Sobreira Dantas, relata impacto do efetivo reforçado no clima da cidade: "É um exemplo de que, se fosse possível manter um efetivo desses em toda cidade, conseguiríamos sempre reduzir muito o número de ocorrências".

Até por volta de meio dia, apenas uma ocorrência havia sido registrada, com um princípio de carreata no centro da cidade. Advogados dos candidatos em disputa, no entanto, apontam que casos de tentativa de compra de votos estão sendo investigados pelas coligações.

Segundo o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, Inacio de Alencar Cortez Neto, as urnas seguem abertas até 17 horas deste domingo, quando começa o processo de apuração. A expectativa é que o resultado saia até 22 horas.

Além de candidatos a prefeito e vice-prefeito em Missão Velha, municípios como Martinópole e Pedra Branca também estão tendo eleições suplementares, neste domingo. 

Em Missão Velha, o registro de candidatura de Dr. Washington (MDB), mais votado nas eleições para prefeito do município de Missão Velha, foi indeferido pelo juízo da 16ª Zona Eleitoral e mantido pelo TRE-CE. 

Um recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi negado, monocraticamente, pelo ministro Edson Fachin. Em seguida, foi determinada a realização de novas eleições. Interposto agravo interno pelo candidato, o recurso ainda não foi apreciado pela Corte.

*Com informações do repórter Carlos Mazza

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

TRE-CE detalha operação de eleições suplementares

Política
2021-07-31 00:30:00
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Eleitores de Missão Velha, Martinópole e Pedra Branca vão voltar às urnas no próximo domingo, 1º de agosto, para votar para prefeito e vice-prefeito. Os municípios vão passar por eleições suplementares, tipo de pleito que ocorre em algumas situações. Nesse caso, quando a Justiça Eleitoral anula o registro de alguma candidatura ou cassa o diploma ou o próprio mandato de candidato eleito.

O horário de votação será o mesmo das eleições de 2020, das 7h às 17 horas. Segundo a coordenadora de Eleições do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), Edna Sabóia, a orientação é que, de 7h às 10h, eleitores com mais de 60 anos compareçam às suas seções eleitorais. Ela afirma que o órgão trabalha para que as eleições suplementares nesses municípios ocorram de forma organizada e segura, principalmente no contexto da pandemia. 

"O maior cuidado da Justiça Eleitoral é com o cenário da pandemia, para evitar aglomerações. Estamos cuidando para fornecer ao eleitor toda essa segurança, como fornecimento de EPIs e todo o cuidado. A regra que foi adotada em 2020 também está sendo aplicada na eleição suplementar nos três municípios, onde é proibida a realização de eventos, caminhadas, carreatas e drive-thru", afirmou Edna em entrevista ontem à rádio O POVO CBN

Além de poder recorrer ao Disque Eleitor 148 para eventuais dúvidas, Sabóia orienta a utilização do aplicativo e-Título. "Ele serve para o eleitor verificar onde vota e onde está situada a sua sessão. A orientação é se organizar, procurar o seu candidato e não demorar no local de votação. Isso garante não só a sua segurança, mas a de todos", destaca. A plataforma também é útil para justificar o voto caso necessário. 

Além disso, devido a ausência da identificação por biometria, a Justiça Eleitoral recomenda que o eleitor leve sua caneta para assinar o caderno de votação. 

Ao todo, devem votar um total 69.012 eleitoras e eleitores nas urnas eletrônicas das 254 seções, distribuídas nos 116 locais de votação dos municípios de Martinópole, Missão Velha e Pedra Branca. 

• Martinópole – 9.347 eleitores(as), que votarão em 33 seções, distribuídas em 9 locais;
• Missão Velha – 27.602 eleitores(as), que votarão em 92 seções, distribuídas em 36 locais; e
• Pedra Branca – 32.063 eleitores(as), que votarão em 129 seções, distribuídas em 71 locais.

A apuração dos votos nos três municípios será realizada nas sedes das respectivas Zonas Eleitorais. A totalização de Martinópole, Missão Velha e Pedra Branca será realizada pelas Zonas Eleitorais respectivas e os resultados serão divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A expectativa é que os resultados sejam publicados até às 22 horas. 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Eleições em Missão Velha, Martinópole e Pedra Branca; tire todas as suas dúvidas

SERVIÇO
2021-07-30 16:05:00
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Eleitores das cidades de Missão Velha, Martinópole e Pedra Branca vão voltar às urnas neste domingo, 1º de agosto, para votar para prefeito e vice-prefeito. Os municípios vão passar por eleições suplementares, tipo de eleição que ocorre em algumas situações. Neste caso, quando a Justiça Eleitoral anula o registro de alguma candidatura ou cassa o diploma ou o próprio mandato de candidato eleito.

O horário de votação será o mesmo das eleições de 2020, das 7h às 17h. Segundo a coordenadora de Eleições do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), Edna Sabóia, a orientação é que, de 7h às 10h, eleitores com mais de 60 anos compareçam às suas seções eleitorais. Ela afirma que instituição trabalha para que as eleições suplementares nesses municípios ocorram de forma organizada e segura, principalmente no contexto da pandemia. 

"O maior cuidado da justiça eleitoral é com o cenário da pandemia, para evitar aglomerações. Estamos cuidando para fornecer ao eleitor toda essa segurança, como fornecimento de EPIs e todo o cuidado. A regra que foi adotada em 2020 também está sendo aplicada na eleição suplementar nos três municípios, onde é proibida a realização de eventos, caminhadas, carreatas e drive-thru", afirmou Edna em entrevista à jornalista Nildênia Damasceno, da rádio CBN Cariri. 

Além de poder recorrer ao Disque Eleitor 148 para eventuais dúvidas, a coordenadora orienta a utilização do aplicativo e-Título. "Ele serva para ele verificar onde ele vota e onde está situada a sua sessão. A orientação é se organizar, procurar o seu candidato e não demorar no local de votação. Isso garante não só a sua segurança, mas a de todos", destaca. A plataforma também é útil para justificar o voto caso necessário. 

Além disso, devido a ausência da identificação por biometria, a Justiça Eleitoral recomenda que o eleitor leve sua caneta para assinar o caderno de votação. 

Ao todo, devem votar um total 69.012 eleitoras e eleitores nas urnas eletrônicas das 254 seções eleitorais, distribuídas nos 116 locais de votação dos municípios de Martinópole, Missão Velha e Pedra Branca. 

• Martinópole – 9.347 eleitores(as), que votarão em 33 seções, distribuídas em 9 locais;
• Missão Velha – 27.602 eleitores(as), que votarão em 92 seções, distribuídas em 36 locais; e
• Pedra Branca – 32.063 eleitores(as), que votarão em 129 seções, distribuídas em 71 locais.

A apuração dos votos nos três municípios será realizada nas sedes das respectivas Zonas Eleitorais. A totalização de Martinópole, Missão Velha e Pedra Branca será realizada pelas Zonas Eleitorais respectivas e os resultados serão divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A expectativa é que os resultados sejam publicados até as 22 horas. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

PF cumpre mandados em Missão Velha para apurar suposta compra de votos

Política
2021-07-30 00:30:00
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Polícia Federal no Ceará cumpriu, na manhã dessa quinta-feira, 29, três mandados de busca e apreensão no município de Missão Velha, na Região do Cariri. A ação foi realizada para apurar supostos crimes de corrupção eleitoral, popularmente conhecida como compra de votos e violação do sigilo do voto, previstos nos artigos 299 e 312 do Código Eleitoral.

O município tem eleição suplementar para prefeito no próximo domingo, 1º. Sem cumprir mandados de prisão, investigações estão sendo feitas ainda nas cidades de Martinópole e Pedra Branca, que também serão palco de novas eleições para prefeito e vice-prefeito.

Os mandados foram expedidos pela Justiça Eleitoral e cumpridos em domicílios de investigados em Missão Velha. O objetivo é prevenir crimes eleitorais, assegurar o equilíbrio nas eleições e reprimir eventuais infrações penais. 

A ação aconteceu um dia após o vazamento de um áudio no qual supostamente o vereador Juarez Barros Landim (MDB) aparece negociando uma possível compra de votos para a candidata Fitinha (PT). Um Boletim de Ocorrência foi registrado por uma pessoa que alega ter recusado a proposta da quitação em troca do voto para a candidata do PT.

Desde o ocorrido, a reportagem tentou contato com Fitinha e Juarez, mas ainda não obteve respostas. Até o momento, o único a se manifestar foi o candidato Dr. Lorim (PDT), adversário eleitoral da petista. Nas redes sociais, o pedetista já publicou materiais para criticar a prática de compra de votos e exaltar uma campanha chamada “Voto certo é voto limpo".

Ainda não há informações se as investigações possuem relação com o caso. Ao retornar às urnas, a população de Missão Velha deve vivenciar um pleito marcado por intensos embates.

Isso porque a eleição coloca de lados opostos candidatos que representam partidos aliados no Ceará: PT e PDT. Os padrinhos políticos das candidaturas também são adversários em 2022, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Ciro Gomes (PDT). (colaborou Angélica Feitosa)

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Deputados entram em cena e disputa "pega fogo" em Missão Velha a seis dias da eleição

Política
2021-07-27 00:30:00
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A poucos dias das eleições suplementares, a serem realizadas no próximo domingo, 1º, a população de Missão Velha já ocupa as ruas da cidade e evidencia o acirramento da disputa que divide o eleitorado do município do interior cearense. Os ânimos elevados possuem uma explicação: cada candidato à Prefeitura possui o apoio de um presidenciável para 2022: o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

Uma das candidatas à Prefeitura é a petista Fitinha. Ela era vice de chapa nas eleições municipais de 2020, tendo o apoio do prefeito eleito, Dr. Washington Macedo (MDB), que teve o registro de candidatura indeferido por improbidade administrativa. Agora, assume a cabeça de chapa, tendo como vice Seu Tião (MDB), pai do político cassado.

Nas redes sociais, a candidata já recebeu apoio de parlamentares cearenses, entre eles está o deputado federal José Guimarães (PT). "Em Missão Velha, apoiamos a candidata Fitinha na eleição fora de época que acontece nos próximos dias. Foi bonito ver a esperança do povo e a boa lembrança que todos guardam do presidente Lula", disse em publicação. 

Segundo Guimarães, a petista reúne "todas as forças que têm compromisso com a cidade" e deve garantir a "segurança política e jurídica para os próximos quatro anos".

"O desempenho dela está sendo bom e muito satisfatório. Ela começou lá atrás e não temos dúvidas que já virou a eleição. A disputa não é entre Ciro e Lula, é entre quem tem maior apoio. Ela está cercada dos melhores políticos da melhor política", disse o deputado. 

No dia 10 de julho, o deputado Fernando Santana (PT), vice-presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE) participou de reuniões e visitas no município para apoiar Fitinha.

"Com todos os cuidados de segurança, uso da máscaras, álcool em gel, conversamos com mulheres, homens e jovens. Amigos e lideranças estão juntos conosco nesse projeto por uma Missão Velha mais justa e mais desenvolvida", disse em sua página nas redes sociais.

Quem também aparece ativamente na campanha é o deputado estadual Guilherme Landim (PDT), que em vez de apoiar Dr. Lorim, seu correligionário, defende a candidatura de oposição. 

Em uma de suas publicações, o parlamentar diz: "Tenho certeza que Missão Velha quer e merece uma gestora que trabalhe olhando nos olhos da população, com muita seriedade". Em vídeo divulgado nas redes sociais de Fitinha, o deputado aparece ao seu lado. 

Em oposição, concorre Dr. Lorim (PDT), candidato apoiado por Ciro. O pedetista é ex-vice-prefeito da cidade e foi o nome derrotado por Washington, em 2020.

Após ter candidatura impugnada, a Justiça Eleitoral decidiu pela sua elegibilidade. No dia 26 de setembro, o médico teve sua candidatura oficializada em evento que contou com a participação da deputada estadual Patrícia Aguiar (PSD) e do filho, deputado federal Domingos Neto (PSD). 

 

Para o presidente estadual do PDT, deputado André Figueiredo, como a candidatura do PT possui apoio de nomes pedetistas, a expectativa é que a campanha siga em respeito à adversária.

"Nós não queremos desmerecer nosso adversário, até porque ela (Fitinha) é apoiada por companheiros nossos que, historicamente, foram aliados ao grupo que ela representa. Queremos fortalecer a imagem do Lorim de modo a fazer que a população entenda que precisa-se mudar a gestão que vem sendo colocada em prática", avalia. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Disputa "pega fogo" em Missão Velha a seis dias das eleições; deputados entram em campanhas

Eleições suplementares
2021-07-26 18:10:00
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A poucos dias das eleições suplementares, a serem realizadas no próximo domingo, 1º de agosto, a população de Missão Velha já ocupa as ruas da cidade e evidencia o acirramento da disputa que divide o eleitorado do município, do interior cearense. Os ânimos elevados possuem uma explicação, cada candidato à Prefeitura possui o apoio de um presidenciável para 2022: o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

Uma das candidatas à Prefeitura é a petista Fitinha. Ela era vice de chapa nas eleições municipais de 2020, tendo o apoio do prefeito eleito, Dr. Washington Macedo (MDB), que teve o registro de candidatura indeferido por improbidade administrativa. Agora, assume a cabeça de chapa, tendo como vice Seu
Tião (MDB), pai do político cassado.

Nas redes sociais, a candidata já recebeu apoio de parlamentares cearenses, entre eles está o deputado federal José Guimarães (PT). "Em Missão Velha, apoiamos a candidata Fitinha na eleição fora de época que acontece nos próximos dias. Foi bonito ver a esperança do povo e a boa lembrança que todos guardam do presidente Lula", disse em publicação. 

Segundo Guimarães, a petista reúne "todas as forças que têm compromisso com a cidade" e deve garantir a "segurança política e jurídica para os próximos quatro anos". "O desempenho dela está sendo bom e muito satisfatório. Ela começou lá atrás e não temos dúvidas que já virou a eleição. A disputa não é entre Ciro e Lula, é entre quem tem maior apoio. Ela está cercada dos melhores políticos da melhor política", disse o deputado. 

No dia 10 de julho, o deputado Fernando Santana, vice-presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE) participou de reuniões e visitas no município para apoiar Fitinha. "Com todos os cuidados de segurança, uso da máscaras, álcool em gel, conversamos com mulheres, homens e jovens. Amigos e lideranças estão juntos conosco nesse projeto por uma Missão Velha mais justa e mais desenvolvida", disse em sua página nas redes sociais.

Quem também aparece ativamente na campanha é o deputado estadual Guilherme Landim (PDT), que ao invés de apoiar Dr. Lorim, seu correligionário, defende a candidatura de oposição. Em uma de suas publicações, o parlamentar diz: "Tenho certeza que Missão Velha quer e merece uma gestora que trabalhe olhando nos olhos da população, com muita seriedade". Em vídeo divulgado nas redes sociais de Fitinha, o deputado aparece ao seu lado. 

Em oposição, concorre Dr. Lorim (PDT), candidato apoiado por Ciro. O pedetista é ex-vice-prefeito da cidade e foi o nome derrotado por Washington, em 2020. Após ter candidatura impugnada, a Justiça Eleitoral da 16ª Zona Eleitoral do Ceará decidiu pela sua elegibilidade. No dia 26 de setembro, o médico teve sua candidatura oficializada em evento que contou com a participação da deputada estadual Patrícia Aguiar (PSD) e do filho, deputado federal Domingos Neto (PSD). 

 

Para o presidente estadual do PDT, deputado André Figueiredo, como a candidatura do PT possui apoio de nomes pedetistas, a expectativa é que a campanha siga em respeito à adversária. "Nós não queremos desmerecer nosso adversário, até porque ela [Fitinha] é apoiada por companheiros nossos que, historicamente, foram aliados ao grupo que ela representa. Queremos fortalecer a imagem do Lorim de modo a fazer que a população entenda que precisa-se mudar a gestão que vem sendo colocada e prática", avalia. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags