PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Mandetta sobre Lula e Bolsonaro: "Querem te convencer de que não existe terceira via"

Nesta terça-feira, 20, tanto o petista quanto o atual presidente criticaram a movimentação de diversos partidos para a criação de uma terceira opção para a sucessão presidencial

Filipe Pereira
12:36 | 21/07/2021
Brasilia em 4 de maio de 2021, A Comissão Parlamentar de Inquérito investiga ações do governo federal no enfrentamento da pandemia e aplicação de recursos da União transferidos para estados, Distrito Federal e municípios para essa finalidade. A reunião acontece no formato semipresencial por decisão do presidente do Senado Federal..Ã. mesa, em pronunciamento, ex-ministro de Estado da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado) (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senad)
Brasilia em 4 de maio de 2021, A Comissão Parlamentar de Inquérito investiga ações do governo federal no enfrentamento da pandemia e aplicação de recursos da União transferidos para estados, Distrito Federal e municípios para essa finalidade. A reunião acontece no formato semipresencial por decisão do presidente do Senado Federal..Ã. mesa, em pronunciamento, ex-ministro de Estado da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado) (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senad)

Ex-ministro da Saúde e postulante a presidenciável, Luiz Henrique Mandetta (DEM) afirmou, nesta quarta-feira, 21, em suas redes sociais, que o ex-presidente Lula (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estão alinhados no objetivo de convencer os eleitores da impossibilidade de uma "terceira via" para as eleições de 2022. Nesta terça-feira, 20, tanto o petista quanto o mandatário criticaram, em seus discursos, a movimentação de diversos partidos para a criação de uma terceira opção para a sucessão presidencial. 

LEIA MAIS l Datafolha: Lula aumenta vantagem sobre Bolsonaro e registra 58% a 31%

"Bolsonaro e Lula querem te convencer de que não existe terceira via. Eles precisam um do outro e estão com medo. Um terço dos brasileiros rejeita esse pesadelo e tem esperança em um futuro de respeito, diálogo, união e seriedade no combate à corrupção #NemLulaNemBolsonaro", disse o ex-ministro da Saúde. 

Quem também tem adotado o mesmo discurso é o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), também presidenciável. No dia 12 de julho, o pedetista usou as redes sociais para se colocar como uma alternativa além da disputa entre o ex-presidente e Bolsonaro. No material, ele defende que o brasileiro não será obrigado a escolher entre as contradições do petista e a maldade do atual presidente.

Mandetta deixou o cargo de ministro da Saúde ainda no início da pandemia, em meados de abril de 2020. À época, o Brasil registrava 1.924 mortes.  No dia 4 de maio, ele foi ouvido pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid do Senado. O depoimento foi o primeiro a ser dado da comissão.