PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Bolsonaristas realizam manifestação em Fortaleza a favor do voto impresso

Manifestantes se reúnem na Praça Portugal e protestam ainda contra o passaporte sanitário, medida criticada pelo presidente

Gabriela Almeida
17:05 | 11/07/2021
Manifestam se reuniram na tarde deste domingo. (Foto: Thais Mesquita)
Manifestam se reuniram na tarde deste domingo. (Foto: Thais Mesquita)

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizam uma manifestação na Praça Portugal, no bairro Aldeota, em Fortaleza, na tarde deste domingo, 11, a favor do voto impresso auditável e contra o passaporte sanitário. O protesto, que chegou a ser divulgado nas redes sociais como a Passeata da Família Cristã pela Liberdade, reúne representantes de movimentos conservadores e religiosos.

Vestidos com camisas da seleção brasileira, usadas como símbolo do patriotismo estabelecido no governo Bolsonaro, cerca de 40 manifestantes circulam no equipamento segurando faixas que pedem pelo voto impresso nas eleições presidenciais de 2022. A medida é defendida pelo presidente e por seus aliados.

Além disso, os participantes também se mostraram contrários ao passaporte sanitário, como ficou conhecido o projeto que prevê a criação de um documento que libere a circulação de pessoas vacinadas contra a Covid-19, ou que tenham testado negativo, em espaço restritos. Da mesma forma como tem argumentado o presidente, os manifestantes associaram a proposta a uma obrigatoriedade da vacina.

LEIA MAIS | Pesquisa mostra que 70% dos brasileiros acreditam haver corrupção no governo Bolsonaro

"A gente quer a contagem pública de 100% dos votos. Nós queremos um projeto claro e objetivo, voto impresso com 100% da contagem dos votos, concomitante a apuração eletrônica", frisou uma das participantes do ato, fazendo observações a PEC do voto impresso, que aguarda ser votada em comissão. 

Com o uso de um carro de som, o ato também contou com críticas ao isolamento social realizado por governadores como uma medida de combate à pandemia. Em um dado momento, manifestantes foram questionados por quem passava no local e retrucaram com frases como "vai a Cuba", em referência ao comunismo.

De alguns prédios próximos, moradores contrários àquela manifestação gritavam "fora Bolsonaro" e batiam panelas, gesto que tem marcado manifestações contra o presidente.

O rosto de Jair Bolsonaro estava estampado em cartazes erguidos por manifestantes. Outros usavam camisetas com o rosto do presidente ou com a palavra "mito" impressa. Também foi feita menção ao ex-presidente Lula, que lidera pesquisa de intenção de votos nas eleições de 2022, com vantagem de 58% a 31% contra Bolsonaro.

Veja imagens da manifestação

Clique na imagem para abrir a galeria