PUBLICIDADE
Noticia

Pesquisa mostra que 70% dos brasileiros acreditam haver corrupção no Governo Bolsonaro

Foram ouvidas 2.074 pessoas acima de 16 anos entre os dias 7 e 8 de julho

Carlos Viana
15:30 | 11/07/2021
63% dos entrevistados acreditam que há corrupção no Ministério da Saúde.  (Foto: DIVULGAÇÃO)
63% dos entrevistados acreditam que há corrupção no Ministério da Saúde. (Foto: DIVULGAÇÃO)

Para 70% dos brasileiros, existe corrupção no Governo Bolsonaro. Os dados foram divulgados neste domingo, 11, pelo jornal Folha de S.Paulo e fazem parte de pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha.
Ainda de acordo com a pesquisa, outros 23% acreditam não haver corrupção no governo e 7% não souberam responder.

Realizada nos dias 7 e 8 de julho, a pesquisa ouviu 2.074 pessoas acima de 16 anos. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Ainda conforme a pesquisa, 63% dos entrevistados acreditam que há corrupção no Ministério da Saúde. Outros 64% acreditam que Bolsonaro sabia da existência da corrupção. Mulheres, com 74%, jovens (78%), moradores do Nordeste, também com 78%, e pessoas que reprovam a gestão de Bolsonaro (92%) são os que mais acreditam haver corrupção no Governo.

Já entre o empresariado, 50% acreditam em malfeitos durante o governo e outros 48% não acreditam. Entre aqueles que acreditam não haver corrupção no governo 29% tem mais de 60 anos, 31% é morador das regiões Norte ou Centro-Oeste e 28% são homens. Entre aqueles que apoiam a gestão do ex-capitão do Exército, 60% acreditam não haver corrupção no Governo e outros 74% acreditam no que é dito por Bolsonaro.

Eleito em 2018 com a promessa de acabar com a corrupção no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro vive seu pior momento político. A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado, que investiga as ações do Governo durante a pandemia, tem revelado um suposto esquema de corrupção na compra de vacinas pelo Ministério da Saúde. Um inquérito foi aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar se Bolsonaro cometeu o crime de prevaricação na compra das vacinas.