Participamos do

CPI da Covid: saiba como ficou a convocação de RC e demais prefeitos e ex-prefeitos

Na pauta original desta quarta-feira, 26, o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio (PDT), e mais outros cinco gestores e ex-gestores municipais tinham seus nomes em lista de convocação
13:16 | Mai. 27, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A CPI da pandemia decidiu, nesta quarta-feira, 26, adiar o debate sobre a convocação de prefeitos e ex-prefeitos para prestar depoimento na comissão. Inicialmente, no mesmo dia, os membros da sessão previam votar sete requerimentos envolvendo prefeitos e ex-chefes municipais. Porém, o assunto acabou não sendo analisado em razão de um acordo fechado em encontro privado dos senadores, realizado logo antes da sessão.

A decisão de deixar os gestores municipais de fora, por enquanto, não agradou o senador Eduardo Girão (Podemos-CE). "Para mim, caracteriza uma blindagem. Por que não chamaram logo hoje os prefeitos? Essa é a pergunta que fica e esperamos uma resposta em breve. A sociedade não quer uma parte da verdade, mas toda a verdade" reclamou. A decisão de não convocar prefeitos gerou bate-boca, momento em que o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD) chama Girão de "oportunista pequeno".

LEIA MAIS l Após bate-boca com Aziz, Girão aumenta o tom e acusa CPI de "palanque político para 2022"

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Na pauta original do dia, a mesa contava com os pedidos de convocação dos seguintes ex-prefeitos:

Fortaleza (CE): Cláudio Rodrigues Bezerra
Recife (PE): Geraldo Júlio
Macapá (AP): Clécio Luis
São Luís (MA): Edivaldo Holanda Júnior.

Também havia expectativa para votação de requerimentos para chamar os prefeitos:

Porto Feliz (SP): Antônio Cássio Habice Prado
Aracaju (SE): Edvaldo Nogueira
Rio Branco (AC): Tião Bocalom.

Contudo, ao fim do dia, Aziz adiou o assunto e comunicou que mais requerimentos serão votados na próxima semana. Porém, ele não especificou se as convocações de prefeitos e ex-prefeitos serão apreciadas nesta ocasião. "A convocação de prefeitos ficou para um segundo momento. Em nossa reunião interna que fizemos hoje (ontem), levamos em conta uma série de questões como o tamanho das cidades e se são capitais — explicou o senador Marcos Rogério (DEM-RO).

Apesar da polêmica envolvendo prefeitos e ex-prefeitos, Rogério e demais senadores governistas comemoraram a convocação de nove governadores pela CPI para apurar o uso de recursos públicos destinados à pandemia. São eles:

Amazonas: Wilson Lima
Distrito Federal: Ibaneis Rocha
Amapá: Waldez Góes 
Pará: Helder Barbalho 
Rondônia: Marcos Rocha
Roraima: Antônio Denarium
Santa Catarina: Carlos Moisés
Tocantins: Mauro Carlesse
Piauí: Wellington Dias

Além desses governadores, também foram chamados pela CPI o ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSL-RJ) e da vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Cristina Reinehr (PSL). A CPI também aprovou a reconvocação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e do ex-ministro Eduardo Pazuello. Também serão convidados médicos e cientistas para falarem sobre tratamento precoce. Houve ainda pedidos de informações aos Ministérios da Saúde, Defesa e Relações Exteriores.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags