PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

"1° Capital amiga dos animais": veja as propostas de Célio Studart, candidato à Prefeitura de Fortaleza

Grupo O POVO recebeu nesta segunda, 19, o sexto sabatinado: Célio Studart, candidato pelo Partido Verde (PV). Na quarta, 21, José Sarto (PDT) será entrevistado caso o médico do candidato o libere

Gabriela Feitosa
12:08 | 19/10/2020
Participaram da sabatina os jornalistas Maísa Vasconcelos e Raone Saraiva (Foto: Reprodução)
Participaram da sabatina os jornalistas Maísa Vasconcelos e Raone Saraiva (Foto: Reprodução)

Primeira vez que se candidata à Prefeitura de Fortaleza, Célio Studart (PV) tem 33 anos, é formado em Direito, deputado federal e conhecido por defender e atuar pela causa dos animais. Ele foi o sexto entrevistado da série de sabatinas do Grupo O POVO. Se eleito, disse que sua prioridade será "cuidar da reestruturação da vida das pessoas". "Não teremos grandes obras, mas sim grandes cuidados com o cidadão fortalezense", afirmou.

Suas propostas de governo incluem geração de emprego através de diminuição da burocracia para empreender, valorização de áreas verdes da Cidade e criação de quatro hospitais públicos para animais - um dos grandes pontos de sua campanha. Célio quer transformar Fortaleza na 1° Capital amiga dos animais.

Célio é também um dos críticos à forma como as últimas gestões implementaram os fotossensores em Fortaleza. Ele adere o conceito de "Indústria da Multa" e disse que esse será um ponto revisto em uma possível gestão. "A multa é importante. A intenção do fotossensor é prevenir, mas quando passa a ser Receita, aí se fala de indústria da multa: percepção de que é lucro", explicou. Mantém mesma opinião sobre a questão dos alvarás de funcionamento de estabelecimentos. O candidato afirmou que o documento é importante, mas disse que, se eleito, quem pagou pelo alvará uma vez não precisa mais fazê-lo para fins de renovação.

O candidato do PV acredita que a educação deve ter como foco central a formação para a cidadania e para o ecodesenvolvimento. Por isso, uma das propostas para essa área é a criação de uma "Escola Sustentável", que inclui desde projetos de hortas escolares até cursos de extensão sobre educação ambiental e animalista (ofertados no contraturno).

Durante a sabatina, Célio criticou as campanhas eleitorais que têm feito carreatas na Cidade. "São irresponsáveis, hipócritas, altamente contraditórios", afirmou Studart. O candidato, inclusive, acionou o Ministério Público Eleitoral para penalização das siglas. "Fogos de artifício prejudicam autistas, animais, idosos, crianças. O Brasil não está vivendo o Carnaval. O Brasil está enlutado com pessoas desempregadas, tristes (..) O voto vale isso? Para mim não vale", argumentou.

Ainda que jovem, Célio disse se sentir preparado para assumir a gestão municipal de uma das maiores cidades do Brasil. Contou que participa da política desde os 14 anos e não acha que idade define opinião do eleitor. Por enquanto, resolveu não pensar ainda no segundo turno, mas concentrar seus esforços nessa primeira etapa. Segundo candidato, sua estratégia de campanha envolve coerência na forma de fazer política - o que tem dado certo na opinião de Studart, que celebra o fato de não ter padrinhos políticos. "Eu sou apenas desconhecido, mas onde a gente chega a gente arrasta voto", disse.

Célio ainda aproveitou momento para reforçar sua posição de combate ao presidente Jair Bolsonaro, de quem disse diferir politicamente. Ainda assim, afirmou que não está nessa campanha como opositor do candidato Wagner (Pros), que é apoiado por Bolsonaro.

Em uma possível gestão, seu objetivo é priorizar temas e recursos que hoje não são priorizados, como o cuidado com animais. Pretende construir um novo modelo econômico, com perspectiva na integração e sustentabilidades das políticas econômicas, sociais e ambientais - a chamada "Economia Verde". Para o pós pandemia, o partido pensa na implementação de um programa de renda mínima. Segundo seu plano de governo, o benefício será ofertado às famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social, sendo a medida um apoio financeiro temporário.

Você pode ler o plano de governo de Célio Studart e dos outros candidatos aqui

Na quarta, 21, o sabatinado será José Sarto (PDT), caso o médico libere o candidato, que está com coronavírus e foi internado no domingo, 18. Você pode acompanhar debate pela rádio O POVO/CBN e Facebook

Veja as próximas sabatinas:

O primeiro a passar pela mesa foi Anízio Melo (PCdoB), seguido por Renato Roseno (PSOL), Heitor Férrer (SD), Heitor Freire (PSL), Paula Colares (UP), Célio Studart (PV), José Sarto (PDT), Luizianne Lins (PT), Wagner Souza (Pros) e, finalmente, Samuel Braga (Patriota), no dia 24 de outubro. José Louretto, do PCO, será o único ausente da programação.

"Fortaleza mais humana": conheça as propostas de Anizio Melo, candidato à Prefeitura de Fortaleza pelo PCdoB 

Renda básica e periferia como prioridade: veja as propostas de Renato Roseno, candidato à Prefeitura de Fortaleza 

"Nem sou Lula, nem Bolsonaro: sou lúcido": veja as propostas de Heitor Férrer, candidato à Prefeitura de Fortaleza 

"Fortaleza é jovem e merece alguém jovem", afirma Heitor Freire, candidato à Prefeitura de Fortaleza; veja propostas 

TAGS: SABATINAS O POVO, CANDIDATOS, PREFEITURA DE FORTALEZA, CÉLIO STUDART, PARTIDO VERDE

TAGS