PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Após nova decisão de Moraes, Twitter suspende mundialmente contas de bolsonaristas

Aliados do presidente usavam perfis secundários e mudaram país nas configurações das redes após bloqueio anterior

Bemfica de Oliva
23:08 | 30/07/2020
Ministro Alexandre de Moraes, do STF, já havia determinado o bloqueio semana passada, mas apenas para o território nacional (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Ministro Alexandre de Moraes, do STF, já havia determinado o bloqueio semana passada, mas apenas para o território nacional (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), emitiu nova decisão nesta quinta-feira, 30, para suspender contas de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Twitter. Com a determinação, os perfis ficaram inacessíveis mundialmente.

Na última sexta-feira, 24, o ministro já havia realizado despacho similar, porém apenas em âmbito nacional. Como o bloqueio era limitado, usuários conseguiam acessar as contas usando localizações de outros países.

A partir de agora, no entanto, o bloqueio é em nível internacional. Apesar disso, muitos dos investigados seguem ativos na rede social. O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, tem utilizado a conta da filha, Cristiane Brasil. O blogueiro Allan dos Santos recorreu a um perfil antigo no site. A ativista Sara Giromini, por sua vez, criou outra conta. Jefferson chegou a ser condenado no escândalo do Mensalão, enquanto Sara, que lidera o grupo "300 de Brasília", acusado de realizar treinamentos paramilitares, está em prisão domiciliar.

Outro apoiador de Bolsonaro que segue com o perfil bloqueado é Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan. Ele tem usado a conta no Instagram, que continua liberada, para realizar publicações.