PUBLICIDADE
Política
Noticia

Câmara Municipal aprova suspensão da Zona Azul para profissionais de saúde

Proposta segue para acolhimento ou não pelo prefeito Roberto Cláudio

Carlos Holanda
19:03 | 16/06/2020
Dos 43 vereadores da Capital, 18 apresentaram alguma proposta referente à situação de calamidade pública. (Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Fortaleza)
Dos 43 vereadores da Capital, 18 apresentaram alguma proposta referente à situação de calamidade pública. (Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Fortaleza)

Vereadores da Câmara Municipal de Fortaleza aprovaram nesta terça-feira, 16, 14 projetos de indicação para o combate à pandemia do novo coronavírus. Um deles, de autoria da vereadora Cláudia Gomes (DEM), suspende a cobrança das taxas de vagas de Zona Azul a profissionais de saúde pelo prazo de 30 dias.

No texto da proposta de número 165/2020, a parlamentar justifica que a medida não visa incentivar a circulação de pessoas nas ruas, mas somente facilitar o deslocamento dos profissionais de saúde e de demais serviços essenciais, como funcionários de supermercados e farmácias.

Como o nome sugere, projeto de indicação serve na prática de apresentação de uma ideia a ser ou não acatada por outro poder, no caso o Executivo Municipal, gerido pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT).

Outros 13 projetos dessa natureza foram aprovados. O vereador Julierme Sena (Pros) propõe que as instituições de ensino da rede municipal deem cestas de merenda escolar a alunos do Ensino Fundamental durante o período de suspensão do calendário de aulas.

A petista Larissa Gaspar (PT), por sua vez, propõe que a Prefeitura amplie equipes de serviço social, por exemplo, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e também no Instituto Dr. José Frota 2 (IJF2), unidade da rede municipal.