PUBLICIDADE
Política
Noticia

PDT prepara nova representação contra André Fernandes por quebra de decoro parlamentar

Ação do partido vem como resposta a acusações do deputado bolsonarista sobre o parlamentar Osmar Baquit

Filipe Pereira
22:52 | 12/05/2020
Ação do partido vem como resposta a acusações de Fernandes sobre o deputado Osmar Baquit
Ação do partido vem como resposta a acusações de Fernandes sobre o deputado Osmar Baquit (Foto: Júnior Pio/AL-CE)

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) no Ceará está preparando nova representação por quebra de decoro parlamentar contra o deputado André Fernandes (PSL) na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE). A ação deve ser movida após o deputado acusar o pedetista Osmar Baquit de integrar uma quadrilha criminosa e "mandar tocar fogo em uma rádio".

Segundo o presidente do PDT no Ceará, André Figueiredo, a representação está sendo redigida pelo departamento jurídico do partido, que dará entrada com a documentação coletada até semana que vem. “Ele precisa ser devidamente punido, porque o parlamentar tem a missão de representar o povo cearense e não desrespeitar com acusações infundadas seus colegas. Nós, do PDT, não vamos aceitar que qualquer companheiro nosso seja desrespeitado por alguém que não tem o mínimo preparo para o mandato para qual foi eleito” reforça o presidente.

André Fernandes já é alvo de processo de investigação por quebra de decoro por ter acusado, sem provas, um deputado de apresentar projeto para beneficiar o crime organizado. Nesta segunda-feira, parlamentares da Al-CE cobraram a tramitação do parecer do Conselho de Ética que determina a suspensão temporária do peeselista. O presidente da Casa, José Sarto (PDT) afirmou que iria consultar a Procuradoria da Casa.

À época, o deputado bolsonarista confundiu e-sports — games competitivos — com jogo do bicho — prática ilegal de apostas. Após não apresentar provas, André Fernandes acabou pedindo desculpas a Nezinho Farias (PDT).

“Para além das acusações, não bastasse, ele atua com completo desrespeito com o povo cearense e brasileiro nessas relação na questão do enfrentamento da pandemia” afirma Figueiredo.

Após divulgar dados errados sobre o número de doenças respiratórias no Ceará em suas redes sociais, o deputado estadual André Fernandes (PSL) admitiu que cometeu um "erro não intencional". Ele afirmou, nesta terça-feira, 12, que a confusão foi causada pela palavra “respiratórias” e, na verdade, quis se referir a todas as mortes com causa natural.

Apesar do equívoco mencionado, o parlamentar afirma, nas redes sociais, que a soma dos óbitos por coronavírus com as demais doenças, ainda assim, é inferior ao número de óbitos por doenças no mesmo período do ano passado no Ceará. Contudo, dados atualizados ontem no Informações do Portal da Portal da Transparência - Registro Civil contradizem as declarações. Em 2019, foram 3.390 óbitos, já neste ano já são 6.458.

As denúncias — até agora sem provas — de André Fernandes não se restringem ao Poder Legislativo. Recentemente ele também acusou o secretário da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, de estar pressionando médicos do Estado a fraudarem laudos de óbitos para inflar as estatísticas de coronavírus

ANÁLISE | Cabeto ou André Fernandes: um deles deve perder a função pública

https://www.opovo.com.br/noticias/politica/2019/07/04/andre-fernandes-pede-desculpas-ao-deputado-nezinho---nao-tive-intencao-de-denegrir-a-imagem-de-nenhum-deputado.html