PUBLICIDADE
Política
LAVA JATO

Empresário preso na mesma operação que Temer consegue habeas corpus

Neves foi sócio do ex-presidente do Senado, o cearense Eunício Oliveira

21:03 | 23/03/2019
Ex-presidente Michel Temer no momento em que foi preso
Ex-presidente Michel Temer no momento em que foi preso(Foto: AFP)

O empresário Rodrigo Castro Alves Neves obteve habeas corpus, concedido pela desembargadora Simone Schreiber, plantonista do Tribunal Regional Federal da 2ª Região. Neves foi preso na quinta-feira, 21, na mesma operação que prendeu o ex-presidente Michel Temer (MDB). Agora, o empresário deverá ser solto.

A Alumi Publicidades, empresa à qual Rodrigo Neves é vinculado, é suspeita de firmar contratos fictícios para repassar dinheiro às empresas do coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Temer e suspeito de ser operador do ex-presidente. Neves foi sócio do ex-presidente do Senado, o cearense Eunício Oliveira (MDB).

O empresário teve prisão temporária decretada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal, na Operação Descontaminação.

A desembargadora considerou que prisões temporárias e preventivas para realizar interrogatório dos investigados são inconstitucionais.

A desembargadora analisou o habeas corpus no plantão, apesar de o desembargador Ivan Athié ter encaminhado ao colegiado da 1ª Turma Especializada os pedidos de liberdade de Temer, Moreira Franco e outros três acusados. Simone Schreiber conbsiderou que a decisão do magistrado se refere apenas às prisões preventivas, e não às temporárias.

O Povo