Participamos do

Presidente da Macedônia do Norte acompanha menina com síndrome de Down excluída da escola

Embla Ademi, de 11 anos, se afastou da escola depois do preconceito sofrido por ter síndrome de Down. O caso teve repercussão nacional e Stevo Pendarovski, presidente da Macedônia do Norte, resolveu acompanhá-la até o local
14:10 | Fev. 13, 2022
Autor Nadine Lima
Foto do autor
Nadine Lima Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Com apenas 11 anos de idade, Embla Ademi se afastou da escola devido o preconceito sofrido por ter síndrome de Down. Os pais das crianças não aceitaram a integração de Embla na turma e, por isso, a escola a deslocou para uma sala separada dos demais. Após repercussão nacional do caso, o presidente da Macedônia do Norte, Stevo Pendarovski, resolveu acompanhá-la até a escola. As informações são do G1. 

“Não só essas crianças devem usufruir de todos os seus direitos, como devem sentir-se iguais e bem-vindas nas salas de aula e nos recreios. Essa é a nossa obrigação, enquanto Estado, mas também enquanto indivíduos, e a empatia é o elemento-chave desta missão comum”, afirmou Stevo Pendarovski.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O presidente da Macedônia do Norte publicou fotos do momento em que levou a menina à escola em sua conta do Instagram. "O preconceito não deve ser mais forte que o direito das crianças. Somos todos igualmente responsáveis pelo sorriso da Embla e de todas as crianças", escreveu Pendarovski na legenda das fotos. 

Além disso, Stevo Pendarovski chegou a visitar a casa de Embla e conversou com seus pais sobre os desafios que enfrentam diariamente.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags