Participamos do

ONU: quatro ativistas feministas detidas no Afeganistão são soltas

12:51 | Fev. 13, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Quatro ativistas feministas detidas em Cabul nas últimas semanas e relatadas como "desaparecidas" foram soltas pelos talibãs - anunciou a missão da ONU no Afeganistão neste domingo (13).

"Após um longo período de incerteza sobre seu paradeiro e sobre sua segurança, as quatro ativistas afegãs 'desaparecidas' e pessoas próximas que também estavam desaparecidas foram liberadas pelas autoridades de facto", informou a Missão de Assistência da ONU no Afeganistão (UNAMA, na sigla em inglês), em sua conta no Twitter.

Tamana Zaryabi Paryani, Parwana Ibrahimjel, Zahra Mohamadi e Mursal Ayar sumiram poucos dias depois de participarem de um protesto antitalibãs. Os radicais islâmicos que governam o país negam tê-las detido.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A libertação de Ibrahimjel foi anunciada na sexta-feira por seu entorno. Ela foi detida junto com Paryani em 19 de janeiro, após participarem de uma manifestação em em Cabul pelo direito das mulheres de trabalharem e estudarem. Alguns dias depois, as outras duas ativistas também foram presas.

jd/leg/an/mb/tt

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags