PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Superlua e eclipse acontecem na madrugada de quarta, 26; veja como observar

Há seis anos estes dois fenômenos astronômicos não acontecem ao mesmo tempo, segundo a Nasa. O eclipse será visto parcialmente no Brasil, enquanto a superlua poderá ser apreciada por todos

21:04 | 24/05/2021
A primeira superlua do ano ocorreu em 26 de abril (Foto: Julio Caesar)
A primeira superlua do ano ocorreu em 26 de abril (Foto: Julio Caesar)

Eclipse e última superlua do ano devem ocorrer entre o fim da noite de terça-feira, 25, e o início da manhã de quarta-feira, 26. Enquanto o eclipse só poderá ser visto parcialmente no Brasil, a superlua poderá ser apreciada por todos. Há seis anos estes dois fenômenos astronômicos não acontecem ao mesmo tempo, segundo a Agência Espacial Norte-americana (Nasa).

Uma superlua é formada quando a Lua se posiciona no ponto mais próximo da Terra em sua fase cheia. Conhecida por indígenas com a “Lua das Flores”, esta superlua de maio será colorida de tons de vermelho. Isso ocorre porque o satélite natural passará completamente pela sombra do planeta, ficando mais escuro.

Para ser visualizada, a superlua precisa de um céu limpo. No Brasil, apenas as duas fases iniciais do fenômeno serão vistas, até as últimas horas da madrugada de quarta. Esta é a segunda superlua do ano, a primeira tendo ocorrido em 26 de abril.

Já o eclipse terá apenas 15 minutos e será melhor visto por quem está no leste da Austrália. No Brasil, ele será acompanhado de forma parcial, principalmente no estado do Acre, a partir das 6h45 (horário de Brasília) de quarta. O fenômeno também pode ser acompanhado virtualmente pelo site da Nasa ou pelo Virtual Telescope.

Este eclipse será o “menos visto” pelos humanos em anos, pois dará visibilidade prioritária a regiões menos povoadas do planeta, incluindo Antártida e parte da Oceania.

LEIA MAIS | Com chuva de meteoros e eclipse lunar, confira os eventos astronômicos de 2021