Participamos do

Trio é resgatado após 33 dias preso em ilha nas Bahamas

A equipe da Guarda Costeira sobrevoava o local na segunda-feira, 8, quando observou os pedidos de socorro. Apesar do acesso restrito a alimentação, os cidadãos cubanos pareciam saudáveis, afirma tenente
22:04 | Fev. 10, 2021
Autor Mateus Brisa
Foto do autor
Mateus Brisa Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um trio de cubanos foi resgatado pela Guarda Costeira dos Estados Unidos na terça-feira, 9, após permanecer preso por 33 dias na ilha de Anguilla Cay, nas Bahamas, com alimentação restrita a comer o fruto e a água de cocos, mariscos e ratos. Os três nadaram até a ilha depois que o barco em que estavam naufragou.

LEIA TAMBÉM
» Com 213 mortes por Covid-19, Cuba anuncia quarentena para turistas em hotéis
» Cuba prepara primeira vacina contra coronavírus da América Latina

A equipe da Guarda Costeira sobrevoava o local na segunda-feira, 8, quando observou os pedidos de socorro. “O (piloto) notou algumas bandeiras incomuns lá embaixo, algumas cores diferentes. Eles voltaram para verificar e notaram três pessoas sinalizando para eles”, disse o tenente Justin Dougherty ao canal de TV estadunidense WPLG.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Apesar do acesso restrito a alimentação, os cidadãos cubanos pareciam saudáveis, afirma o tenente: “Foi incrível. Eu não sei como eles fizeram isso. Eles foram muito, muito claros e articulados sobre o que estava acontecendo, então fiquei surpreso que eles estavam em boa forma”. Eles foram levados a um hospital em Flórida, nos EUA, para averiguação de saúde.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags