Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Justiça suspende concurso do Metrofor horas antes da realização das provas

Decisão da suspensão do concurso foi exigida pelo Ministério Público do Ceará (MPCE), tendo por base liminar emitida nesse sábado, 11

Foi anunciada na madrugada deste domingo, 12, a suspensão do concurso da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor), que tinha provas previstas para acontecer das 9 às 13 horas de hoje. A decisão da suspensão do concurso foi exigida pelo Ministério Público do Ceará (MPCE), tendo por base uma liminar emitida nesse sábado, 11.

A informação foi anunciada pela Comissão Executiva do Vestibular (CEV), da Universidade Estadual do Ceará (Uece), por meio de nota emitida na madrugada deste domingo, 12. A justificativa, de acordo com o Poder Judiciário, é de que o edital não exige requisitos mínimos para a função de assistente condutor de VLT, devendo o concurso ser suspenso até a retificação do edital. 

A decisão, conforme a nota, concede “o pedido de tutela de urgência postulado na peça preambular deste processo, para determinar a imediata suspensão do aludido concurso público”.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Com mais de 30 mil inscritos, o concurso ofertava 148 vagas, entre níveis médio, técnico e superior, sendo a maioria para funções operacionais do sistema metroviário na Capital cearense.

Surpresa dos candidatos

Muitos candidatos foram surpreendidos ao chegar aos locais de prova na manhã deste domingo, 12. Wellington Dantas, 23, que ia fazer a prova na Escola de Ensino Médio Liceu do Conjunto Ceará, veio de Sobral em um táxi fretado para participar do concurso. Estudando desde março, ele gastou R$ 400 com transporte, além de outras despesas com curso preparatório, para realizar as provas.

"Quem comunicou foram os outros canditados. A princípio, achei que era mentira, mas quando acessei o site do Metrofor, vi a publicação. Foi frustrante, pois fora o transporte, gastei com curso, materiais e transporte", explicou Wellington.

A candidata Tatiane Cordeiro, 18, ia fazer a prova na escola Maria Margarida de Castro Almeida, no Conjunto Esperança. Mesmo morando em Fortaleza, ela contou que demorou para chegar ao local de prova, quando soube da suspensão.

"No primeiro momento, eu fiquei em choque, não estava entendendo o que tinha acontecido. Depois, eu fiquei muito decepcionada. Era o meu primeiro concurso, e eu tinha muitas expectativas", explica. A candidata estava se preparando desde que o edital do concurso foi lançado.

Vindo de Baturité, Marques Ricardo Holanda, 24, ia fazer o concurso na Escola Estadual Figueiredo Correia, no bairro Benfica. Ele e a namorada estão em Fortaleza desde sábado, 11, para a realização da prova. Ele se hospedou na casa de uma amiga, mas teve gastos com transporte e alimentação, além do gasto extra para retornar.

O candidato ainda não tinha saído de casa para ir ao local da prova, mas também ficou surpreso com a suspensão. "Me programei e me preparei de todas as formas para estar presente e ser avisando dessa forma, em plena 3h55min da madrugada do domingo. [A suspensão ] me deixou bastante surpreso, visto que poderiam ter nos comunicado com um prazo bem maior antes de todo o problema acontecer", esclarece.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar