Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Novo Gonzaguinha do José Walter deve absorver demanda da unidade de Messejana

Com inauguração prevista para o mês de julho, novo equipamento de saúde no José Walter triplicará capacidade de atendimento em um comparativo com à antiga sede

Com previsão de início das atividades para o próximo mês de julho, o novo espaço do Gonzaguinha do José Walter, em Fortaleza, passa por ajustes finais antes de iniciar o atendimento ao público. A expectativa é que o novo hospital possa atender a demanda vinda do Gonzaguinha de Messejana, que será fechado em breve.

"A medida que os atendimentos se iniciem aqui, a gente interrompe o funcionamento do Gonzaguinha de Messejana, para que possa ser construído um novo", explica Ana Estela Leite, titular da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Desde o dia 29 de maio, data do anúncio de fechamento da unidade, localizada no bairro Messejana, funcionários se mobilizam contra a suspensão de atendimento no prédio. Entretanto, de acordo com Ana Estela, o hospital já não possui condições adequadas para seguir funcionando.

"Isso é necessário, porque nada hoje no hospital se adequa às normas técnicas da rede hospitalar. A UTI neonatal de lá já está sem estrutura física de funcionamento, deveriam ter dez leitos e só estava com quatro, devido a problemas estruturais", destaca a secretária.

Segundo a titular da pasta, a redistribuição de atendimentos na rede de saúde de Fortaleza não é uma novidade. Ela explica que, para a própria construção do novo Gonzaguinha do José Walter, foram necessários remanejamentos.

"Vamos fazer algo muito semelhante ao que foi feito aqui, que também teve o atendimento suspenso. Os profissionais do José Walter foram transferidos para a Messejana, com a entrega deste novo equipamento, esse movimento será o contrário", esclarece.

A nova unidade do José Walter foi construída em 22 meses e passou de 54 para 154 leitos. A nova área do hospital possui o dobro do tamanho da antiga, indo de 3 mil m² para 6 mil ², o que proporciona que a nova unidade triplique a capacidade de atendimentos. O valor investido na obra é de cerca de R$ 25 milhões.

Sobre o início das obras no Gonzaguinha da Messejana, Samuel Dias, titular da Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), informou que a Prefeitura ainda está dando andamento à fase do projeto e lançamento de licitação. A expectativa é que o novo hospital passe a funcionar no primeiro semestre de 2024.

"O Gonzaguinha da Messejana não tem mais condições de ser reformado, precisa ser demolido. É uma estrutura antiga, completamente fora de norma, e já gasta-se muito para mantê- o funcionando", finaliza.

De acordo com a SMS, dentro do planejamento das intervenções da linha de cuidado materno-infantil, o Hospital Nossa Senhora da Conceição já passou por melhorias, assim como os Gonzaguinhas da Barra do Ceará e do José Walter. A construção de um novo Gonzaguinha da Messejana faz parte da continuidade das melhorias da rede de saúde da Capital.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar