Participamos do

Chacina da Sapiranga: dez pessoas são presas em Fortaleza

18:14 | Dez. 25, 2021
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Atualizada às 20h55min

A Polícia Civil do Ceará prendeu dez pessoas suspeitas de participar da chacina ocorrida no bairro Sapiranga, em Fortaleza, durante a madrugada deste sábado, 25. As capturas ocorreram menos de dez horas após o crime, que vitimou seis pessoas. Junto com os suspeitos, seis armas de fogo também foram apreendidas.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que apreendeu seis pistolas calibres 380, .40 e 9 milímetros. Também foram localizados dois equipamentos que transformam pistolas em rifles.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O trabalho foi desenvolvido pelos departamentos de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Polícia Judiciária da Capital (DPJC) e de Inteligência (DIP), em conjunto com a Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) da PC-CE. A Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) também subsidiou as investigações.

O crime ocorreu próximo ao Campo do Alecrim e da EEMTI João Nogueira Jucá. No local, cinco homens foram mortos. Outras seis pessoas foram baleadas e socorridas para uma unidade hospitalar.

Entre as vítimas foram identificados, no relatório da ocorrência, Mateus Ribeiro dos Santos; Israel Da Silva Andrade, de 24 anos; André Alexandre Rodrigues, de 26 anos; e John Lennon Holanda, de 25 anos. A quinta vítima ainda não foi identificada.

Uma das vítimas, John Lennon Holanda, teve o irmão assassinado há três dias, o que aumenta as suspeitas de que o crime tenha como motivação disputa de facções. A polícia ainda investiga as causas.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia. Também é possível entrar em contato pelo WhatsApp (85) 3101-0181. por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias podem ser encaminhadas ainda para o número (85) 3257-4807, do DHPP. Conforme a SSPDS, o sigilo e o anonimato são garantidos.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags