PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Enade 2019: Uece alcança nota máxima em Enfermagem e Nutrição, dois dos quatro cursos avaliados

Aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) busca avaliar o desempenho de cursos superiores em instituições brasileiras

Gabriela Feitosa
14:40 | 21/10/2020
Uece alcança nota máxima em Enfermagem e Nutrição (Foto: Digulgação/Uece)
Uece alcança nota máxima em Enfermagem e Nutrição (Foto: Digulgação/Uece)

A Universidade Estadual do Ceará (Uece) alcançou nota máxima em metade dos cursos avaliados pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). Foram analisados quatro cursos: Enfermagem, Medicina, Medicina Veterinária e Nutrição - todos relacionados com área da saúde. A universidade recebeu nota máxima (5,0) em Enfermagem e Nutrição e nota 4,0 em Medicina e Medicina Veterinária. Aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Enade busca avaliar o desempenho de cursos superiores em instituições brasileiras.

Junto ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Enade é ainda utilizado para analisar o valor do curso aos estudantes concluintes, mensurado pelo Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD).

A pró-reitora de graduação, Mônica Cavaignac, comemorou o resultado, ressaltando a importância desses cursos principalmente nesse contexto de pandemia. Uma das turmas de Enfermagem chegou a colar grau mais cedo em março deste ano, quando medidas de distanciamento começaram - tudo para inserir os profissionais no mercado de trabalho. "A Uece está formando profissionais para atender demandas da sociedade. Importante ressaltar que esse resultado é uma participação de todos", disse Mônica.

Para a gestora, a posição da Uece na avaliação se deve a fatores como qualificação do corpo de professores, empenho dos estudantes, qualidades dos projetos pedagógicos e assistência estudantil, que garante permanência do aluno na universidade. Mônica conta que a participação dos estudantes nas atividades de projetos de pesquisa, ensino e extensão fazem diferença na formação universitária - assim como experiência em grupos de estudo e estágios qualificados.

"O curso de Medicina Veterinária conta com um hospital dentro da universidade. Eu também receitaria o papel das políticas nesse processo de permanência universitária. A Uece tem um ótimo resultado no ranking que se refere à redução de desigualdades", acrescenta. Segundo Mônica, a universidade conta com bolsas de permanência para estudantes de baixa renda e restaurante universitário, o que, na opinião da pró-reitora de graduação, "permite que os estudantes se dediquem mais às atividades acadêmicas".

Ainda em setembro deste ano, a Uece apareceu em uma ranking internacional como uma das melhores universidades estaduais do País, se destacando especialmente como a melhor do Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil, ao lado da Universidade Estadual de Santa Cruz, na Bahia.

A gestora destacou também participação dos professores nesse processo. "São mestres e doutores com uma carga horária ampla. Professores com conhecimento e experiência", disse Mônica Cavaignac. Ela acrescentou que os professores sempre buscam inovar nas metodologias em sala de aula e que a Uece não atende apenas demanda do mercado de trabalho, mas também de formação social.

Conforme a universidade, os resultados dos cursos avaliados não mudou muito entre 2016 e 2019. O curso de Enfermagem manteve nota 5 ao longo dos anos e Nutrição aumentou pontuação.

LEIA TAMBÉM | Enade 2019: UFC atinge nota máxima em 50% dos cursos avaliados