PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Jovem morre vítima de bala perdida na madrugada desta terça de Carnaval em Fortaleza

Ângela Christiany Nobre Palácio foi vítima de uma balada perdida no início da madrugada desta terça

15:09 | 25/02/2020
Homens encapuzados chegaram disparando no posto de combustível onde a jovem estava
Homens encapuzados chegaram disparando no posto de combustível onde a jovem estava (Foto: Reprodução/Facebook )

Atualizada às 18h20min

Uma jovem de 24 anos foi morta no início da madrugada desta terça, 25, vítima de bala perdida em um tiroteio em um posto de combustível na avenida Francisco Sá, no bairro Cristo Redentor, em Fortaleza.  Identificada como Ângela Christiany Nobre Palácio, a mulher era filha de uma brincante do bloco Maracatu Solar e tinha ido ao estabelecimento antes de ir para a casa de um colega, quando foi atingida em meio ao tiroteio.

O bloco inclusive prestou uma homenagem à Christiany na tarde desta terça, no polo carnavalesco do bairro Benfica. O artista Pingo de Fortaleza pediu um minuto de silêncio e, durante apresentação, o bloco deixou uma mensagem de paz e um protesto contra a violência. "Mais paz, mais justiça social, mais arte e mais educação."

O bloco Maracatu Solar prestou uma homenagem à adolescente na tarde desta terça, no polo do bairro Benfica
O bloco Maracatu Solar prestou uma homenagem à adolescente na tarde desta terça, no polo do bairro Benfica (Foto: O POVO)

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), homens encapuzados chegaram ao posto atirando. Um inquérito policial foi instaurado na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). As diligências estão em andamento.

No Instagram, Pingo de Fortaleza, integrante do Maracatu Solar, fez uma postagem lamentando a morte da jovem. “Mais uma vítima dessa violência insana (bala perdida em um posto na Av. Francisco Sá) que destrói nossa sociedade. Que a força divina conforte o coração de nossa amiga Cristina Castro. Estaremos todos juntos com Cristina nesse momento de extrema dor”, informa.

170 assassinatos registrados no Ceará desde início da paralisação de PMs

Pelo menos 170 pessoas foram mortas no Estado do Ceará desde o começo da quarta-feira, 19, até às 23h59min de segunda, 24. A média é de 34 pessoas assassinadas por dia, mais de uma por hora. Somente na última segunda, o número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) chegou a 23.

Clique na imagem para abrir a galeria