PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Motoristas reclamam de mudanças em sentidos de vias no bairro Messejana

Alterações fazem parte do programa de segurança viária planejado para o bairro

09:58 | 14/02/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 17-09-2016: Entrega de Binarios em Messejana. (Foto: Evilázio Bezerra/O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 17-09-2016: Entrega de Binarios em Messejana. (Foto: Evilázio Bezerra/O POVO) (Foto: EVILÁZIO BEZERRA)

As intervenções de segurança viária realizadas no bairro Messejana modificaram a rotina de alguns motoristas que costumam transitar entre a avenida Frei Cirilo e a rua Homem de Melo. O trecho recebeu a implementação de novos semáforos pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Com as reformas, o trecho da rua Homem de Melo passou a operar com sentido único Oeste/Leste (Br-116/Washington Soares). Devido a alteração, as linhas de ônibus que trafegam na Rua Homem de Melo passaram a utilizar as ruas Domingos Rayol e Silveira da Mota para acessar à avenida. Faixas de pedestres com tempo de travessia e reformas no canteiro central da avenida também foram instauradas no trecho.

Pedestres que vivenciam a região ainda não estão acostumados com as mudanças. Sebastião Bernardo, aposentado e morador do entorno das obras, comenta que as reformas "podem não ser boas para alguns" que não são acostumados ao novo fluxo.

O comerciante José Freitas transita diariamente na região e reclamou da falta de sincronia entre alguns sinais da avenida. Segundo ele, alguns sinais não chegam a 10 segundos de tempo para a travessia, enquanto outros demoram quase 40 segundos. "Isso acaba fechando o trânsito e gerando congestionamento", informa o motorista.

O POVO aguarda mais informações da AMC sobre as implementações viárias no trecho. 

INTERVENÇÕES SÃO PREVISTAS ATÉ MARÇO

As ações fazem parte do Programa de Segurança Viária projetado para o bairro. Novas sinalizações, readequação da velocidade e fiscalizações fazem parte do plano, que abrange 250 cruzamentos que serão sinalizados até março esse ano.

O plano visa diminuir o número de acidentes no bairro. Em estudo realizado pela AMC entre 2015 e 2018, registrou a ocorrência de 1.501 acidentes em Messejana, sendo 85 atropelamentos. 22 pessoas morreram e 826 ficaram feridas.

Apesar de ser um bairro predominantemente residencial, 30% do uso do solo da região é destinada a comércios e serviços, o que justifica o grande fluxo de pessoas e veículos que transitam no bairro com 42 mil habitantes.