PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Blitz educativa orienta motoristas sobre segurança em passagens de VLTs

O objetivo é conscientizar a população e acostumá-la à nova rotina com veículos sobre trilhos

Catalina Leite
10:53 | 04/02/2020
O  Código de Trânsito Brasileiro define que é obrigatório parar o veículo antes de transpor linha férrea, com multa aplicável de R$ 293,47, além do acréscimo de sete pontos na carteira de habilitação.
O Código de Trânsito Brasileiro define que é obrigatório parar o veículo antes de transpor linha férrea, com multa aplicável de R$ 293,47, além do acréscimo de sete pontos na carteira de habilitação. (Foto: Divulgação/Metrofor)

A buzina do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) é o primeiro sinal para os motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres ficarem alerta. Depois, sinos tocam e a Cruz de Santo André sinaliza a trindade da segurança - pare, olhe e escute -, enquanto a cancela desce para impedir a passagem. Assim que o VLT atravessa por completo, já é seguro continuar o caminho.

Essa rotina será cada vez mais comum para as comunidades em volta de trilhos de VLT de Fortaleza, razão para a qual o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) e o Metrofor começaram nesta terça-feira, 4, a desenvolver blitz educativas. O objetivo é conscientizar a população e acostumá-la com uma nova rotina de mobilidade.

O diretor da Escola de Trânsito do Detran, Ubiratan Teixeira, explica que o trem passava apenas durante a manhã e à tarde, sem regularidade. No entanto, o Metrofor tem circulado, em caráter experimental, com intervalo de 40 minutos entre os VLTs, e deve avançar para sete e oito minutos entre cada veículo.

O bairro São João do Tauape, ao lado da estação do VLT Parangaba-Mucuripe, foi o primeiro a passar pela ação. De acordo com Ubiratan, a região registrou muitos acidentes com VLTs durante o ano de 2019, demandando intervenções educativas relacionadas ao transporte.

O motorista Danilo Linhares, 35, foi um dos parados por agentes do Detran para receber orientações de segurança. Habituado a transitar pelo bairro, ele garante que é atencioso e precavido durante a passagem, principalmente pelas instruções durante o curso de autoescola. “Mas eu já vi muita gente passando aí de uma vez, nem observa essa questão [do VLT]”, conta.

As primeiras blitze educativas acontecerão da Parangaba ao Mucuripe, em seis pontos, e na Linha Oeste. O município de Sobral e a região do Cariri também serão abordadas pela iniciativa. Segundo o Metrofor, não há data de término definida para as blitze.

Atividades nas escolas

Além de blitz educativa, os órgãos também promoverão atividades de educação viária nas escolas da comunidade. A partir de brincadeiras como fantoches, teatro e palestras, o Detran planeja contribuir para o desenvolvimento de cidadãos capazes de manter a cultura de paz no trânsito. “A gente tenta descaracterizar essa ideia de que o Detran é apenas um órgão punitivo”, justifica o diretor Ubiratan Teixeira.

O que fazer ao avistar linhas férreas

Cartilha do Detran, da Seinfra e do Metrofor distribuída durante a blitz orienta como a comunidade deve agir ao se deparar com linhas férreas

1. Pare imediatamente
Ainda que aparentemente não tenha nenhum VLT por perto, o Código de Trânsito Brasileiro, artigo 212, define que é obrigatório parar o veículo antes de transpor linha férrea. Descumprir a parada é considerado infração “gravíssima” de trânsito. Nesses casos, o Detran explica que a multa aplicável é de R$ 293,47, além do acréscimo de sete pontos na carteira nacional de habilitação (CNH).

2. Observe a cruz de Santo André
A cruz indica os três passos para transitar com segurança: Pare, olhe e escute.

3. Fique atento
Para ouvir os sinais sonoros e semafóricos é importante estar atento. Recomenda-se abaixar os vidros, diminuir o som e não olhar o celular.