PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Acompanhe a apuração que definirá os novos conselheiros tutelares de Fortaleza

Votação foi conturbada. Eleitores relataram zonas inexistentes, problemas na votação, seções misturadas e negligência por parte dos fiscais

18:37 | 06/10/2019
Eleição Conselho Tutelar 2019
Eleição Conselho Tutelar 2019(Foto: Arte O POVO)

VEJA O RESULTADO FINAL – CONFIRA A LISTA DE CONSELHEIROS TUTELARES ELEITOS

Eleitores conhecerão os novos integrantes do Conselho Tutelar de Fortaleza. A votação ocorreu hoje, domingo, 6 de outubro (06/10). O resultado deve ser divulgado ainda nesta noite. Conforme informações repassadas pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Condica), a apuração deve começar por volta de 19 horas. Serão quantificados os votos de 393 urnas eletrônicas. O resultado final será divulgado no site do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), contudo, o Condica disponibiliza uma apuração parcial, que pode ser acompanhada neste link.

O POVO Online divulgará o resultado oficial quando todas as urnas forem apuradas. 

O que está por trás da Eleição para Conselho Tutelar

Eleitores denunciam problemas com votação para Conselho Tutelar em Fortaleza

Confira os nomes e números dos candidatos para Conselho Tutelar em Fortaleza; eleição ocorre hoje

Votação para Conselho Tutelar em Fortaleza é marcado por críticas e dúvidas dos eleitores

Eleição para o Conselho Tutelar de Fortaleza

Em Fortaleza, são oito conselhos de cinco membros cada, totalizando 40 membros – de um total de 186 candidatos. A ida às urnas, não é obrigatória e aconteceu em locais diferentes dos cargos eleitorais. O mandato a ser definido é de quatro anos (2020-2024).

Para muitos cidadãos, a ida às urnas foi cercada de transtornos. Zonas inexistentes, problemas na votação, seções misturadas e negligência por parte dos fiscais, além de poucas escolas para a votação, foram algumas das denúncias ouvidas pelo O POVO Online. Outro problema foi que pessoas que fizeram a biometria - ação obrigatória para votação - há menos de três meses não estão constando como registrado no sistema.

Editorial: Conselho Tutelar: corrigir deformação

Divisão das sessões

Em nota, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) informou que as eleições são de competência dos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente. "A Justiça Eleitoral contribui com o processo por meio do serviço de empréstimo de urnas eletrônicas", disse. Segundo o órgão, a distribuição dos eleitores é feita por comissão criadas pelo Conselho, que promove grandes agregações, para diminuir a quantidade de seções. Essa decisão é das comissões eleitorais. O TRE não tem nenhuma ingerência na distribuição do eleitorado.

"Outro ponto a ser esclarecido é a reclamação de alguns eleitores por não estarem nas folhas de votação. Esse fato deve-se à data de importação dos dados dos eleitores, que aqui em Fortaleza, foi no último dia 6 de agosto. Se, por exemplo, o eleitor era residente num município e, depois dessa data, fez a transferência para Fortaleza, o seu nome está no município anterior. Uma ocorrência comum é de eleitores jovens que tiraram o título depois de 6 de agosto. Os seus nomes não constarão em nenhum caderno de votação", continua o TRE-CE.