PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Ataques no Ceará: MP encaminhará 12 pedidos de transferências para presídios federais

Ordens para atacar veículos e prédios públicos e privados partiu de presídios, indica investigação

Rubens Rodrigues
12:08 | 26/09/2019
Secretário André Costa e representantes do MPCE e da Polícia Federal durante entrevista coletiva nesta quinta-feira, 26
Secretário André Costa e representantes do MPCE e da Polícia Federal durante entrevista coletiva nesta quinta-feira, 26 (Foto: Walber Freitas/O POVO)

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) irá encaminhar, na tarde desta quinta-feira, 26, 12 pedidos de transferências de detentos para presídios federais. A informação foi divulgada em coletiva realizada na Superintendência da Polícia Federa (PF) nesta manhã. Até o fim da manhã desta quinta, 69 pessoas já estão presas suspeitas de participação em ataques no Estado.

Ação é desdobramento da Operação Torre, que desarticula lideranças de facção criminosa responsável pela onda de ataques no Ceará. Investigações apontam que os crimes foram determinados de dentro de presídios.  

"Estão tentando forçar o Estado a recuar na decisão dos presídios, mas a cada dia que passa estão se convencendo que o Estado não vai mais recuar a regalia nenhuma. Nada vai fazer recuar", afirmou o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa.

Um dos mandados de prisão foi cumprido ainda nessa quarta-feira, 25, em Pernambuco, onde também houve cumprimento de mandados. O homem de 45 anos é natural de Umbuzeiro, na Paraíba, e, além de integrar, é um dos fundadores da facção criminosa responsável pelos ataques no Ceará. No Estado, os mandados foram cumpridos em Fortaleza, Caucaia e Maracanaú. 

Com informações do repórter Igor Cavalcante