PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Estudante universitário e amigo são suspeitos em assassinato de professor

William Silvino da Silva, de 18 anos, que possui 11 atos infracionais, e Matheus Lopes Araújo, de 23 anos, se apresentaram com um advogado. Ambos foram detidos mediante mandado de prisão

22:26 | 13/09/2019

Matheus Lopes Araújo, 23 anos, e William Silvino da Silva, 18, são apontados pela Polícia Civil como os principais suspeitos da morte do professor Sandro Luiz Paixão Xavier, 40, vítima de um atropelamento causado por criminosos que fugiam após uma série de assaltos no bairro Cidade 2000.

A dupla foi detida por força de mandados de prisão preventiva solicitados pela Polícia Civil. Matheus, que é estudante universitário, natural do Amapá, foi apontado como o condutor do automóvel envolvido no atropelamento.

William, que possui 11 atos infracionais - por roubo, lesão corporal, porte e posse ilegal de arma de fogo, além de furto e receptação - apresentou-se, junto com Matheus, com um advogado na manhã dessa quarta-feira, 11. Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a Polícia procura um terceiro envolvido.

Segundo o delegado Dionísio Amaral, os suspeitos são investigados por uma série de assaltos que aconteceram na Cidade 2000. Os dois foram indiciados por roubo qualificado e homicídio doloso com dolo eventual.

Professor universitário seguia de moto e foi colhido por  grupo de criminosos em fuga

Após realizar uma série de assaltos, o grupo seguiu em um VW Polo. Uma composição da Polícia Militar foi acionada e realizou uma perseguição. Os criminosos atropelaram Sandro, que seguia de moto pela rua Coronel Linhares. Após a ação, os infratores abandonaram o veículo e fugiram a pé.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e mais uma viatura da PMCE foi acionada para socorrer a vítima, mas ela veio a óbito no local. Dentro do veículo abandonado pelos infratores, os policiais encontraram uma arma cal. 22, sete munições intactas, e objetos oriundos do roubo ocorrido na residência.

Com informações do Boletim da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS)