Protagonizado por mulheres, trabalho de cuidado segue invisível; entenda

Tema da redação do Enem de 2023 convida estudantes é refletir sobre trabalho invisível exercido por mulheres

Em 2023, os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) têm que discutir em sua redação o tema "Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”. O tema foi divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) após o fechamento dos portões e início das provas.

A temática convida os estudantes a refletir sobre um cenário de trabalho exercido, em sua maioria por mulheres, e que não é reconhecido. Os afazeres domésticos, o cuidado com os filhos, o café da manhã, almoço e jantar do dia são exemplos das funções acumuladas por essa parcela da sociedade.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) Contínua 2022, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres passam, em média, 21,3 horas semanais em atividades domésticas, enquanto os homens utilizam 11,7 horas.

A pesquisa também revela um recorte racial. As mulheres pretas têm o maior índice de realização das tarefas (92,7%), superando as pardas (91,9%) e brancas (90,5%).

O levantamento do IBGE aponta que quanto maior a escolaridade dos homens, maior a proporção dos que cuidam da casa ou de pessoas. Enquanto o índice entre os sem instrução ou ensino fundamental incompleto é de 74,4%, o dos que têm o ensino superior completo é de 86,2%.

Economia do cuidado e jornada tripla

Setores da sociedade acreditam que essa jornada dupla, ou mesmo tripla, de trabalho deve ser remunerada, além disso apontam que a saúde mental feminina e sobrecarga no trabalho ou nos estudos precisa ser discutida. A divisão dos afazeres domésticos e o reconhecimento da desmistificação da função de gênero também é defendida. 

Neste ano, os ministérios do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) e das Mulheres criaram um grupo de trabalho para a elaboração da Política Nacional de Cuidados. Também foi lançada uma consulta pública e um formulário eletrônico para ouvir a sociedade sobre a elaboração dessa Política.

 

Enem 2023: a redação

O texto elaborado pelos estudantes precisa ser dissertativo-argumentativo com até 30 linhas. A narrativa tem como estrutura geral introdução, desenvolvimento e conclusão com uma proposta de ação na sociedade.

As ideias precisam estar embasadas por explicações fundamentadas e argumentações sobre o assunto. Para o desenvolvimento do texto, os participantes contam com textos motivadores que discernem sobre o tema.

Ao elaborar a redação, os participantes devem ficar atentos às cinco competências que serão exigidas do texto:

  • Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa;
  • Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa;
  • Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;
  • Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação;
  • Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Entre os critérios que podem conferir nota 0à redação estão a fuga ao tema, texto com até sete linhas, trecho deliberadamente desconectado do tema, desobediência à estrutura dissertativo-argumentativa e desrespeito à seriedade do exame. (com Agência Brasil)

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) Contínua 2022, elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres dedicam, em média, 21,3 horas semanais aos afazeres domésticos e cuidados de pessoas, enquanto os homens utilizam 11,7 horas.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

trabalho invisivel economia do cuidado jornada tripla mulheres

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar