Participamos do

Beach Park levanta R$ 185 milhões em CRI para expansão das operações

Os recursos vão financiar a construção de quatro novos empreendimentos hoteleiros do grupo, além de um complexo residencial com 7.000 lotes em parceria com uma incorporadora
14:47 | Jan. 22, 2022
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Beach Park conseguiu levantar R$ 185 milhões em CRI (Certificados de Recebíveis Imobiliários) para financiar a construção de quatro novos empreendimentos: o Ohana Beach Park Resort, o Natu Snorkel Beach Park e o Arvorar, além de um complexo residencial com 7.000 lotes em parceria com uma incorporadora. A expectativa é que, quando os empreendimentos estiverem prontos, daqui a quatro anos, a capacidade hoteleira da rede aumente 150%.

Em entrevista ao Brazil Journal, o CEO do Beach Park, Murilo Pascoal, informou que a empresa está se preparando para dar um "salto quântico" nas operações. Segundo ele, o CRI também vai permitir à empresa trocar uma dívida cara por uma mais barata: pouco mais da metade do total vai ser usado para pagar outro CRI emitido em 2019, alongando a dívida e reduzindo os juros.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A aposta é que a partir dessa nova expansão será possível dobrar a receita de 2019, último ano antes da pandemia, quando o equipamento faturou R$ 340 milhões naquele ano, com uma margem EBITDA de 15%. 

Nos últimos dois anos, o parque abriu apenas 14 dos 24 meses, o que derrubou as receitas. Mas, ainda assim, fechou o ano passado com margem EBITDA positiva e ocupação de 70%, segundo a publicação. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags